A Maple foi fundada em Tel Aviv. Foto: Sean Pavone/Shutterstock.com

Criada a cinco anos em Tel Aviv, a Maple iniciou sua operação há seis meses no Brasil, sob o comando de Eduardo Paschoa, e conquistou uma fatia de US$ 2 milhões do mercado local. 

A expectativa, segundo Paschoa, é triplicar o marco até o final de 2015 com a expansão da atuação na América Latina.

A Maple oferece soluções de marketing baseado em performance, com alta capacidade de segmentação, para a presença on-line em plataformas como Facebook, YouTube, Google, Twitter, e-mail marketing, além de serviços de geração de leads. 

A empresa utiliza tecnologias proprietárias sob medida, com integração com sistemas de CRM. 

Hoje a companhia está presente em 12 países e tem uma carteira de clientes que inclui Unilever, Ford e Heineken.

“Há cerca de um ano, visitamos o Brasil para conhecer o modelo de negócios das agências e as necessidades do mercado local. Na ocasião, identificamos que os diferenciais de tecnologia e produtos da Maple podiam contribuir muito para o momento do Ad digital no país, e que o Brasil era o local ideal para se tornar o hub da América Latina”, conta Amit Kochavi, CEO da Maple.  

A operação brasileira é composta por dez colaboradores, incluindo as áreas comercial, administrativa e de planejamento, que recebem suporte de tecnologia dos cerca de 130 funcionários baseados na matriz, em Tel Aviv.

Antes de atuar como CEO da Maple no Brasil, Paschoa foi, por 12 anos, consultor da AE Solutions. Ele também diretor de marketing e novos negócios da ESPN. 

Além de passagens por Folha da Manhã e PCS Telecomunicações, Paschoa também foi gerente de marketing da Abril por mais de sete anos.