Funcionários do SAP Labs.

O SAP Labs Latin America, centro de desenvolvimento e suporte da SAP sediado em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, está preparando uma expansão das suas operações, não necessariamente no Tecnosinos, parque tecnológico da Unisinos, onde está hoje. 

A informação é da jornalista Patrícia Knebel do diário gaúcho Jornal do Comércio, que falou com o  diretor do SAP Labs, Dennison John, durante um evento da multinacional no México.

Ainda não há datas precisas, no entanto, e o projeto ainda terá que ser aprovado pela matriz da Alemanha, à qual os outros oito Labs da empresa no mundo estão diretamente ligados. 

De qualquer forma, John já adiantou que é grande a chance da multinacional fazer essa terceira fase em outro local, disse estar avaliando algumas delas e nomeou diretamente o Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS em Porto Alegre.

John também não abriu valores, mas a primeira fase do SAP Labs, inaugurada em 2006, custou R$ 41 milhões e a segunda, em 2011, outros R$ 61 milhões. Se a empresa mantiver o ritmo, uma nova ampliação deveria acontecer em 2017.

As chances da Tecnopuc são grandes. Em 2006, o Tecnosinos levou o investimento por pouco. 

De acordo com a pontuação dos finalistas, à qual a reportagem do Baguete teve acesso na época, São Leopoldo marcou 239 pontos, seguida de perto por Londrina e Porto Alegre, empatadas em 235. Mais atrás ficaram Belo Horizonte (224) e Joinville (223).

A pontuação foi concedida a partir da avaliação de uma longa lista de aspectos, que incluía custos, abundância de mão de obra, estrutura de comunicação, presença de prospects, apoio do governo e situação fiscal.

Na época, a vinda da SAP significava a chegada da primeira grande marca internacional de tecnologia para o parque em São Leopoldo, e o Tecnosinos fez um esforço extra, que incluiu ceder o prédio do seu antigo CPD para o SAP Labs se instalar de maneira provisória por três anos até a inauguração.

Desde então, o parque leopoldense se diversificou e cresceu bastante, chegando próximo de se igualar em tamanho ao Tecnopuc. O parque em Porto Alegre, por outro lado, sofreu um baque recente com a decisão da Dell de retirar o seu centro de desenvolvimento do local, onde estava desde 2001, e unificar todas suas operações em Eldorado do Sul, na região metropolitana da capital gaúcha.

A disputa pela nova fase da operação do SAP Labs promete ser feroz. A empresa é uma grande empregadora, atualmente com 794 funcionários e meta de crescer 25% até o final de 2017.

Além disso, figura com frequência em rankings de qualidade de ambiente de trabalho, sendo um dos últimos o primeiro lugar no Guia Melhores Empresas Para Começar a Carreira 2016 da Você S/A.

A atratividade para jovens profissionais é um dos pontos fortes do tipo de operação do SAP Labs na hora de falar com uma universidade.

Segundo dados obtidos pelo Baguete em 2013, profissionais com cinco anos de experiência compõem, 61% do quadro, com uma média de idade de 29 anos. Dos contratados na época, 86% haviam se formado nos últimos dois anos.

O SAP Labs tem uma rotatividade de 6,8%, frente a uma média de mercado na faixa dos 20%. 

A taxa de retenção dos estagiários é alta (85%), assim como o número de funcionários que foi estagiários (17%). Os índices de promoção são da ordem do 30% do quadro anual e as posições de gerência são ocupados em 90% por funcionários promovidos.