Maurizio Mondani.

A subsidiária brasileira da Capgemini acaba de receber a certificação EDGE, que atesta boas práticas de igualdade de gênero no local de trabalho.

O selo foi lançado em em 2011 no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. No setor de TI, apenas a SAP tinha obtido a certificação para a sua operação brasileira, em 2016. 

A lista como um todo não é muito maior, incluindo apenas as operações brasileiras da Zurich Seguros, Technip e L’Oréal. Ao todo, são 200 certificados em todo o mundo.

"Estou muito orgulhoso que a Capgemini no Brasil tenha sido contemplada com o EDGE certification, pois confirma nosso compromisso com a causa do equilíbrio de gênero em nossa empresa", observou Maurizio Mondani, CEO da Capgemini Brasil.

Em nota, a Capgemini reforça que oferece treinamento para todas as lideranças da empresa na detecção dos chamados de condutas preconceituosas em relação as profissionais mulheres.

A companhia está comprometida a um plano de ação para os próximos dois anos, mas não deu maiores detalhes sobre as metas.

O Brasil é o sexto país do grupo a receber a certificação, depois do Reino Unido, Estados Unidos, França, Índia e Canadá.