Cinesystem prepara expansão com aportes. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Cinesystem Cinemas, rede paranaense que opera mais de 100 salas de exibição de cinema em todo o Brasil, anunciou nesta quinta-feira que recebeu um aporte de R$ 40 milhões.

O investimento vem de duas empresas - a Stratus, companhia nacional de private equity com foco no middle-market e da gestora de fundos Hamilton Lane. Segundo a rede de cinemas, o aporte sustentará o plano de crescimento e o processo de abertura de capital da companhia.

Este é o primeiro aporte de uma transação definida em 2012 entre as empresas, que prevê investimentos de R$ 350 milhões em cinco anos. O plano é consolidar a Cinesystem entre os cinco maiores operadores do país, chegando a 350 telas de exibição.

O Fundo Stratus passa a deter 42% do capital da empresa, que terá a holding Agroup, liderada por Marcos Barros, na posição de maior acionista individual.

Fundada em 2003 e sediada em Maringá, a Cinesystem opera 106 salas em oito estados, um crescimento de mais 30% em relação a 2011, quando tinha 63. O foco principal de crescimento foi em cidades de médio porte.

Segundo Eduardo Oliveira, sócio da Stratus, municípios pouco contemplados pelas redes de exibição são uma oportunidade de crescimento para o grupo, já que o número de salas no país está ainda muito aquém do potencial.

"Mais de 90% das cidades brasileiras não têm cinema. O Brasil conta com cerca de 90 mil habitantes por sala, enquanto México e Argentina têm 30 mil e 40 mil habitantes por sala respectivamente", diz Oliveira.

Segundo dados de mercado, público para o cinema o país tem. A bilheteria dos cinemas brasileiros rendeu R$ 1,6 bilhão em 2012 e apresenta um crescimento médio anual da ordem de 13% nos últimos sete anos, percentual acima do PIB.