Central da Segurpro.

A tecnologia ganha cada vez mais espaço na vida da população e no dia a dia das empresas. O avanço na área e os modernos dispositivos otimizam processos e estão revolucionando muitos setores. A segurança patrimonial é um dos principais exemplos. O emprego de poderosas tecnologias como Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (IA) e a Robotização amplia a entrega de serviços para além do monitoramento patrimonial e transforma o segmento em uma área estratégica para os negócios.

As transformações trazidas pela tecnologia vão desde a instalação de novos equipamentos high-tech à obtenção de dados que podem fazer a diferença na tomada de decisão. Centros de controle, por exemplo, que antes tinham apenas a função da segurança remota, ganharam funcionalidades inteligentes que hoje trazem informações valiosas para as empresas.

“Hoje as imagens nos sistemas operacionais trazem inteligência que alertam sobre possíveis falhas e avisam quando algo está errado. E é essa Inteligência colocada na plataforma que está agregando ainda mais valor para a segurança” explica Fábio Reus, diretor de negócios da SegurPro, braço de segurança patrimonial do Grupo Prosegur, referência global no setor.

Rondas virtuais por vídeo ou drones, portaria e recepção remotas, controle e gestão via geoposicionamento de serviços móveis são algumas das novas ferramentas. Estes dispositivos podem aprender padrões de comportamento de determinados ambientes e, por meio de algoritmos de Inteligência Artificial, identificar anomalias e contribuir para encontrar soluções. “Com isso, temos uma aproximação com o cliente para saber exatamente qual é a dor dele e poder ajudar para melhorar o negócio”, afirma o diretor da SegurPro.

No caso da SegurPro, que tem em São Paulo o maior centro de controle da América Latina, outro processo de automatização empregado é o Robotic Process Automation (RPA, em inglês), ou robotização. “Já temos hoje em nossos centros de controle RPAs que automatizam o processo, deixando o serviço muito mais rápido e com mais qualidade”, pontua Fábio

Modelo Integra 

Com toda esta tecnologia no portfólio, a SegurPro consegue oferecer um modelo de segurança chamado Integra. Trata-se de um conceito inteligente que engloba serviços tecnológicos e de mão-de-obra especializada, unindo profissionais com as últimas tecnologias e desenvolvimentos próprios. 

 grafico 

A capacidade de integrar tecnologia de alta qualidade e profissionais capacitados proporciona um modelo de segurança mais completo que conta também com câmera termográfica, reconhecimento facial, reconhecimento de EPIs, controle de acesso 3D, identificação de íris, vigilância móvel, analíticos de aglomeração, analíticos de contagem, drones e atendimento virtual. 

A AEL SISTEMAS, empresa atuante no setor de defesa, com sede no Rio Grande do Sul, adotou o modelo de gestão Integra há 2 anos. “As soluções desenvolvidas hoje pela empresa envolvem o monitoramento por imagem, soluções de controle de acesso e alarmes. Com essas soluções, a empresa tem um sistema de monitoramento patrimonial de sua planta mais seguro, mais inteligente e mais atual”, completa o executivo.

“O integra fez toda a diferença na segurança da companhia. Unificamos todos os sistemas de segurança com um projeto personalizado. Além de estarmos com o que há de mais novo no mercado ainda contamos com um monitoramento patrimonial e de acesso 24h pela central da SegurPro, isso nos garante mais praticidade no dia a dia” relata Joice da Silva Freitas, responsável pela segurança patrimonial da AEL Sistemas.

Além de garantir a segurança patrimonial em mais de 10.000 m², o aparato tecnológico instalado na AEL SISTEMAS tem como objetivo garantir também a segurança física de todos os colaboradores, parceiros de negócios e visitantes. A empresa conta hoje com sistemas de controle de acesso de veículos e pessoas, alarme perimetral e cercamento além do CFTV – sistema de monitoramento interno de áreas de acesso, realizado através de câmeras que estão conectadas à central de gerenciamento da SegurPro, em São Paulo. De lá é possível fazer todo o monitoramento além de reportar a qualquer momento alguma incidência em tempo real.