Paul Otellini saindo da Intel. Foto: divulgação.

A Intel confirmou nesta segunda-feira 19, em seu encontro anual com acionistas, a aposentadoria de Paul Otellini dos cargos de presidente e CEO da empresa.

Nos próximos seis meses, a empresa passará por um período de transição de liderança.

A decisão de Otellini encerrará em maio de 2013 uma carreira de quase 40 anos de serviço à Intel, sendo CEO da companhia desde 2005.

Segundo Andy Bryant, presidente do conselho da empresa, Otellini comandou a Intel durante momentos desafiadores e transições de mercado.

Do segundo trimestre de 2005 até o terceiro trimestre de 2012, sob o comando de Otellini a multinacional gerou um caixa de US$ 107 bilhões e aumentou sua receita anual de US$ 38,8 bilhões para US$ 54 bilhões.

“O conselho é grato por suas inúmeras contribuições para a empresa e por seu distinto mandato como CEO ao longo dos últimos oito anos”, destacou Bryant.

Para Otellini, estar à frente da Intel foi um privilégio.

“Após quase quatro décadas na empresa e oito anos como CEO, é hora de seguir em frente e transferir o comando da Intel para uma nova geração”, ressaltou.

O conselho administrativo conduzirá o processo para a escolha do sucessor de Otellini e considerará candidatos internos e externos para o trabalho.

A empresa também anunciou que o conselho aprovou a promoção de três líderes sêniores para o cargo de vice-presidente executivo: Renee James, chefe do Negócio de Software da Intel, Brian Krzanich, chefe de Operações e diretor Mundial de manufatura, e Stacy Smith, chefe do Departamento Financeiro e diretor de Estratégia Corporativa.