EFEITO CASCATA

Unimed POA isola sistemas após ataque na Atento

19/10/2021 11:04

A empresa de contact center e BPO informou ter sido atacada no último domingo.

A Unimed Porto Alegre atende mais de 710 mil clientes. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Unimed Porto Alegre, cliente da Atento, isolou temporariamente os sistemas envolvidos com o seu call center após a fornecedora ter sofrido um ataque cibernético no último domingo, 17.

Em nota, a cooperativa médica comunicou que está com indisponibilidade no sistema operacional do seu 0800. Por enquanto, quem precisar falar com a operadora pode usar o número (51) 3316-4770.

A Atento, uma das maiores empresas de contact center e BPO do mundo, avisou o mercado sobre o incidente no Brasil afirmando que “implementou imediatamente todos os protocolos de segurança cibernética ao seu alcance para conter e avaliar a ameaça”.

Para evitar maiores riscos, muitas operações teriam sido retiradas do ar e, até agora, não haveria nenhuma evidência de que os dados dos clientes foram vazados.

“Segundo a Atento, a fim de prevenir qualquer possível risco, foram isolados, temporariamente, os sistemas envolvidos. O mesmo procedimento foi realizado pela Unimed”, informou a cliente em seu comunicado.

Fundada em 1971, a Unimed Porto Alegre é líder de mercado na capital gaúcha, Região Metropolitana, Centro-Sul e Litoral Norte do Rio Grande do Sul com mais de 6,8 mil médicos cooperados trabalhando em 53 especialidades.

Ao todo, são 355 pontos de atendimento, entre serviços credenciados e próprios, para atender mais de 710 mil clientes. ​

Criada em 1999, a Atento está listada na bolsa de Nova York e é avaliada em US$ 415 milhões. Com operações em 14 países e 150 mil funcionários, a companhia conta com mais de 400 clientes no Brasil, América Latina, Estados Unidos e Espanha.

Os últimos ataques estão provando que podem fazer estragos em ecossistemas de negócios inteiros, mesmo quando não existe uma relação direta da prestação de serviço com clientes, como no caso da Atento com a Unimed Porto Alegre.

Há duas semanas, a Gol decidiu bloquear o trânsito de e-mails com a CVC Group, provavelmente um dos seus maiores parceiros de negócios, depois de um ataque cibernético na maior agência de viagens do país.

O cancelamento foi feito no sábado, 4, assim que surgiu a informação do ataque. A Gol não comentou o assunto, então não se sabe se o bloqueio segue, ou quanto ele durou, caso já tenha acabado.

Veja também

BUNKER
Oracle: data center a prova de míssel em Israel

Novo centro de dados está a 50 metros de profundidade e aguenta um impacto direto.

SEGUROS?
Porto Seguro sofre ataque cibernético

Clientes relataram dificuldades em contatar a seguradora ao longo desta quinta-feira.

PORRADA
Azure aguenta super DDoS

De acordo com a Microsoft, foi o maior ataque do tipo já registrado na nuvem da empresa.

CONSERTO
Seguem os problemas na CVC

Maior operadora de viagens do país segue afetada por ataque de ransomware.

SEGURANÇA
Enjoei busca falhas de segurança com BugHunt

Marketplace paga até R$ 1,5 mil para quem encontrar vulnerabilidades.

CAPITÃO
TIM tem novo nome na segurança

Ricardo Salvatore tem uma longa experiência na Marinha do Brasil.