Tá querendo saber demais, bonequinho...

A Vivo foi notificada pelo Procon, via Ministério da Justiça, na quinta-feira, 18, por conta do aplicativo Smart Steps, que está em teste e irá coletar informações de clientes, como faixa etária, sexo e outros, para comercialização posterior das informações.

Os dados serão coletados pelas antenas da operadora, que de hora em hora irão captar dados de celulares situados em uma determinada região e, a partir disso, estimar estatísticas para fornecer informações a companhias públicas e privadas estatísticas, informa o Valor Econômico.

Na notificação, o Procon questiona a possibilidade de o aplicativo violar a privacidade do usuário.

Conforme a Vivo, o projeto é desenvolvido em parceria com a empresa de pesquisa GFK e manterá o anonimato dos usuários monitorados.

A ser lançado em novembro, o app também poderá ser usado por outras operadoras móveis da Telefónica, controladora espanhola da Vivo.

Após a notificação, a Vivo emitiu um comunicado à imprensa afirmando que irá fornecer todas as informações no prazo solicitado pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor.

“Vale ressaltar que o serviço irá utilizar apenas informações prévia e expressamente autorizadas pelos clientes”, afirma o material oficial.

Segundo a Vivo, estas autorizações começarão a ser colhidas até o final do ano.

“Além disso, é importante enfatizar que os dados serão trabalhados de forma consolidada, não havendo qualquer individualização das informações ou possibilidade de rastreamento dos usuários”, finaliza o comunicado.