A SSP-RS e a PUC-RS assinaram um acordo voltado para pesquisas tecnológicas. Foto: Rodrigo Ziebell/SSP.

A Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP-RS) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) assinaram um termo de cooperação voltado para o desenvolvimento de pesquisas e soluções tecnológicas. 

Pelo acordo, SSP e PUC-RS desenvolverão pesquisas com a intenção de aperfeiçoar tecnologias para o combate à criminalidade. 

O projeto irá começar a partir da disponibilização, por parte da secretaria, de imagens captadas pelo sistema de videomonitoramento, Plataformas de Observação Elevadas (POEs), Centros Integrados de Comando e Controle Móveis (CICC-M) e imageadores aéreos.

“A PUCRS é mais um parceiro estratégico que se soma à nossa luta. Tenho convicção de que a expertise da instituição contribuirá em muito nas atividades desenvolvidas no do Departamento de Comando e Controle Integrado (DCCI)”, assegura Cezar Schirmer, secretário de segurança pública.

A universidade irá realizar pesquisas buscando a ampliação da capacidade operacional do DCCI, desenvolvendo ou aprimorando tecnologias de videomonitoramento. 

“Esse tipo de parceria é importante porque beneficia ambas as instituições e estabelece maior aproximação entre o conhecimento gerado na universidade e as necessidades da sociedade”, afirma Carla Bonan, Pró-Reitora de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento da PUC-RS.

O melhor uso das câmeras de videomonitoramento será possível através desenvolvimento de novas redes neurais e algoritmos que viabilizem melhor desempenho na detecção de placas de veículos, softwares de reconhecimento facial e análises por vídeo de pessoas em eventos. 

“Há carência de dados reais, como os coletados nas câmeras de videomonitoramento da SSP. A partir de agora, começamos a trabalhar novos métodos de análise. Após, compartilharemos a tecnologia resultante, visando maximizar os recursos materiais já disponíveis no Estado”, explica Soraia Raupp Musse, professora da Faculdade de Informática e responsável pelo projeto.

Todo o processo de cedência de material obedecerá a rígidos protocolos de segurança, podendo a PUC-RS utilizá-lo apenas para fins acadêmicos e pesquisas. A universidade não poderá repassar, reproduzir, divulgar ou adulterar nenhum dado ou imagem recebido.