LADO POSITIVO

Coronavírus foi bom para os CIOs?

19/08/2020 05:17

Grandes migrações para home office ajudaram TI a se aproximar dos CEOs, afirma o Gartner.

Nem tudo foi ruim. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

O coronavírus foi bom, pelo menos para as perspectivas de carreira dos CIOs, que tiveram uma oportunidade de se aproximar do comando das empresas nas quais trabalham.

É o que aponta um estudo do Gartner, no qual 75% dos entrevistados disseram que educaram seus CEOs e outros líderes seniores durante a crise, enquanto dois terços disseram que ganharam conhecimento das operações de negócios. 

A origem da aproximação foi a necessidade de por de pé operações de home office em grande escala de uma hora para outra.

Dos pesquisados pelo Garner, 67% disseram que assumiram a liderança de iniciativas de alto impacto durante o processo de trabalho neste período. 70% dos CIOs listaram o suporte para o home office como sua realização de maior orgulho na resposta à crise. 

“Muitos diretores e especialistas agora têm uma nova oportunidade de se sentar à mesa, enquanto os executivos de negócios decidem a estratégia empresarial e quais linhas devem ser ampliadas e quais precisam ser reduzidas”, afirma Andy Rowsell-Jones, vice-presidente de Pesquisa do Gartner.

Convém não deitar muito em berço esplêndido. Os dias heróicos de implementação do home office já são passado, e as empresas estão preparando o amanhã: de acordo com o levantamento, 43% dos diretores e líderes de TI afirmam que o planejamento para a estratégia pós-Covid-19 de suas empresas já começou.

“A boa vontade com o CEO desaparecerá rapidamente, a menos que os especialistas de TI possam estendê-la, ajudando a empresa a entregar outras iniciativas de alto impacto necessárias durante a recuperação”, alerta Jones.

Veja também

MEDIDAS
Executivos estacionam seu carro no SPCTowers

Prédios paulistas de alto padrão são a sede no país de empresas como IBM e Microsoft.

NOVO NORMAL
Stefanini cria mini home office

Stefanini@Home é um pouco maior do que um assento na classe econômica.

CLOUD
Nuvem pública deve crescer 6,3% em 2020

Expectativa do Gartner é que o setor alcance uma receita de US$ 257,9 bilhões no mundo.

CRISE
Software: é hora de ir apertar os clientes?

PWC recomenda que fornecedores façam auditorias nos clientes para elevar receitas.

FUTURO
Você será data driven. Só não sabe disso ainda

A mudança de paradigmas passa por um processo cultural.

QUEDA
Gartner: gasto em TI vai cair 8%

Equipamentos, software empresarial perdem. Ganha nuvem pública e plataformas de comunicação.

TRANSFORMAÇÃO
Como a evolução digital salvou o mundo

Apesar da devastação causada pela Covid-19, a tecnologia salvou a economia e impediu o caos.

SAÚDE
Unisinos tem testes para Covid-19 em drive-in

Além de pessoas físicas, exames podem ser adquiridos por empresas e prefeituras.

XAAS
Está na hora de pensar em Tudo como Serviço

SaaS, IaaS, PaaS, MaaS, CaaS, DRaaS... Tudo pode ser comprado como serviço.

RITMO
Totvs atravessa Covid-19 de braçada

Companhia teve crescimento de 6,5% no segundo trimestre.

MOVIMENTOS
Blumenau controla Covid com app

Funcionalidade foi desenvolvida pela i4i usando tecnologia Genexus.

VELHO NORMAL?
Home office começa a recuar

Dados do IBGE mostram primeiro recuo desde o início da pandemia: 7,8% voltaram para escritório.

GESTÃO
CIO no centro das mudanças

Executivos da KPMG, Klabin, Sapore e Aqua Capital falaram sobre o seu papel nas companhias.

ABERTO
Serviços bancários digitais: uma revolução

Chegada do open banking deve abrir as portas para ainda mais fintechs.

NOVO NORMAL
Home office é igual a mais trabalho?

Na Microsoft, funcionários estão conectados por mais horas, inclusive nos finais de semana.

MEDIDAS
AMcom: volta ao escritório só com vacina

Empresa de Blumenau vai manter home office até surgir uma vacina para a Covid-19.