Marco Antônio Zanini. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A NFe do Brasil adquiriu a Midiaware, especializada em desenvolvimento de soluções fiscais e implantação de ERP, por R$ 10 milhões.

A compra faz parte de uma estratégia da empresa para complementar sua oferta, que hoje conta com soluções para emissão, recebimento e gerenciamento de notas fiscais eletrônicas, e se tornar uma fornecedora de ponta a ponta no segmento.

“Ao agregar executivos e profissionais da Midiaware ao nosso time, reforçaremos a inovação e a especialização do portfólio, o que resultará na ampliação dos nossos negócios”, afirma Marco Antônio Zanini, diretor-geral da NFe do Brasil.

Uma das novidades agregadas ao portfólio da compradora é a tecnologia para disponibilizar todos os sistemas em nuvem, como SaaS.

“São muitas as vantagens: mobilidade, rapidez, segurança, comodidade, portabilidade. Além disso, o cliente não precisa adquirir componentes de infraestrutura”, comenta Zanini.

Para isso, a NFe do Brasil utiliza dois datacenters externos, ambos Tier III: um da Terremark, no Brasil, e um da CoreSite, em Miami.

Atualmente, a NFe do Brasil atende a mais de 1 mil clientes no Brasil, em uma lista que inclui nomes como Shell, Coca-Cola, Natura, Honda, Gerdau, Toyota e Ultragaz.

A empresa foi criada em 2008, a partir da fusão do Grupo TBA, holding composta pela integradora B2Br e pela True Access Consulting, com a Comercial Mineira, uma das empresas do Grupo BMG, que resultou no lançamento da nova companhia.

O faturamento atual não é divulgado, mas na época do lançamento da NFe do Brasil, os grupos fusionados anunciavam meta de chegar a uma receita anual de R$ 100 milhões em até cinco anos – o que se completa em 2013.

Em 2011, o Grupo TBA, que detinha 50% da NFe do Brasil, fez uma joint venture com a catarinense Benner Sistemas, lançando a Globalweb Corp.

A joint-venture combinava, então, aplicativos verticais e serviços de infraestrutura e anunciava a meta de liderar a oferta de soluções de computação em nuvem no país,além de faturar mais de R$ 500 milhões até 2014, com taxa de crescimento anual de 28%.