Rubem Saldanha. Foto: divulgação.

Uma parceria entre a Intel e a Prefeitura de Novo Hamburgo capacitará cerca de 1,6 mil professores da cidade localizada no Vale do Sinos, a cerca de 42 km de Porto Alegre.

A prefeitura e a fabricante de chips assinaram na sexta-feira, 16, um termo de cooperação para educação tecnológica de professores. Por meio da parceria, a Intel vai capacitar 20 gestores da secretaria, que multiplicarão a metodologia localmente.

Segundo destaca o Gerente de Educação da Intel Brasil, Rubem Saldanha, a empresa cederá sem custo ferramentas pedagógicas de capacitação para os professores da rede, que serão disponibilizadas no ambiente de Educação à Distância da própria Secretaria de Educação da cidade.

"São cursos que promovem junto aos professores um uso mais completo dos recursos tecnológicos, envolvendo-os profissionalmente e fazendo-os repensarem suas práticas", explica o executivo.

O objetivo é habilitar todos os professores a usar o computador de maneira mais integrada dentro da sala de aula, promover a resolução de problemas, o raciocínio crítico e as competências de colaboração junto aos alunos.

A estrutura de equipamentos e instrutores ficará por conta do município, com professores treinados pela Intel para trabalharem como multiplicadores do conteúdo. De acordo com a Intel, até o final do segundo semestre de 2015, toda a rede municipal participará da capacitação.

O módulo que será empregado em Novo Hamburgo terá 40 horas/aula e abordará o tema "Aprendizagem Baseada em Projetos", conforme explica Saldanha, formado em Ciências da Computação e mestre em educação, com passagens no setor de educação da Microsoft, Instituto Ayrton Senna e TV Cultura.

Atualmente, Novo Hamburgo, cidade é o único município do estado a ter parceria de educação com a Intel. A cidade, com cerca de 240 mil habitantes, foi um dos principais polos calçadistas do país e ainda conta com um economia forte no estado, com um IDH considerado muito alto e um PIB per capita de R$ 17,5 mil.

Segundo Saldanha, a aproximação da Intel com a cidade já vem de longa data, com a participação da multinacional em eventos como a Mostratec, evento de tecnologia promovido pelo município e Fundação Liberato.

Em conversas com a prefeitura hamburguense, em 2011 a empresa fez a primeira formação de educadores na cidade, capacitando aproximadamente 1,2 mil professores. No entanto, para Saldanha, esta aprendizagem precisa ser constante.

"Investimento em tecnologia na educação não significa somente computadores para os alunos. Como em outras profissões importantes, como médico ou advogado, o professor também precisa se renovar, aprendendo a usar melhor os recursos tecnológicos à disposição", explica.

Em dez anos de iniciativa educacional no país, a fabricante já formou cerca de 300 mil professores, atuando em "quase todos os estados do território e em parceria com municípios, governos estaduais e federal", de acordo com Saldanha.

Apenas ao longo da última década, a Intel investiu mais de US$ 1 bilhão e seus funcionários doaram mais de 2,5 milhões de horas de trabalho voluntário para incentivar a educação em 50 países.

Mais do que uma política de responsabilidade social da Intel, Saldanha destaca que a iniciativa aposta em novos métodos educacionais para garantir alunos e futuros profissionais de qualidade, renovando a educação a partir de professores mais preparados.

"A tecnologia está aí, mas ainda não é usada de acordo com o potencial oferecido. Os professores sempre serão fundamentais nesse processo, por isso apostamos na importância de oferecer-lhes novas metodologias para a sala de aula”, finaliza.