Fechou o tempo na IBM. Foto: flickr.com/photos/recoverling

Um grupo de cerca de mil trabalhadores da IBM em São Paulo e Hortolândia colocaram seus nomes em um abaixo-assinado virtual pedindo a mudança do enquadramento sindical da empresa, hoje tida como uma varejista, para o setor de TI.

Conforme publica o Valor Econômico, o documento  será encaminhado ao Ministério Público do Trabalho. Se acatada, os funcionários deixariam de ser representados por sindicatos de comerciários para entrar na jurisdição do Sindicato dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação de São Paulo (Sindpd).

O Sindpd já havia feito uma tentativa similar em 2008, arquivada no ano passado, mas sem o envolvimento dos funcionários. Segundo informações divulgadas em 2008 pela imprensa – a IBM não abre o número de funcionários no país – só em Hortolândia trabalhavam 8 mil pessoas.

Ícaro Martinez, analista de suporte remoto na IBM que começou o abaixo assinado, foi demitido no fim de junho, dias depois de dar início ao abaixo-assinado virtual, revela o Valor. A IBM não comentou a decisão.

O Sindppd tem conseguido melhores acordos para o seus representados que os sindicatos que atualmente representam os funcionários da IBM.

No ano passado, o foi  reajuste salarial de 7% e piso de R$ 1.170. Em anos anteriores, já havia sido acordada a jornada de 40h.

Em Hortolândia, os funcionários da IBM cumprem jornada de 44 horas, têm piso de R$ 678 (R$ 856 para aqueles há mais de um ano na empresa) e tiveram aumento de 4,8% nos salários este ano.