A Grand Cru se prepara para a abertura de oito novas unidades até o final do ano. Foto: Divulgação.

A Grand Cru, importadora e dona da maior cadeia de lojas de vinhos do Brasil, adotou o novo PDV Totvs. A empresa também controla todas as suas rotinas com o software de gestão e módulos especialistas da companhia.

A adoção está ligada ao processo de expansão da empresa, que se prepara para a abertura de oito novas unidades até o final do ano. Hoje, são 40 lojas, entre filiais e franquias, além do site e televendas. 

O projeto de virada para o novo PDV Totvs foi iniciado em dezembro do ano passado. A previsão é que nos próximos meses o sistema esteja em todas as suas lojas próprias. 

“A interface da solução está mais amigável e com recursos facilitadores, além de nos apoiar no monitoramento de caixa das lojas e estar preparada para trabalhar offline, sem afetar os nossos negócios”, comenta Cristiana Straccialana Parada, responsável pela área de operações da Grand Cru.

Desenvolvida com base no conceito de design thinking, a tecnologia de ponto de venda da foi evoluída para proporcionar melhores experiências de uso. O projeto de atualização da ferramenta envolveu uma importante fase de imersão para mapear toda a jornada do usuário. 

Os resultados retratam a redução de cerca de 70% no tempo de treinamento para o uso da solução, além de visual renovado, facilidade de personalização e rotinas que simplificam o dia a dia dos operadores de caixa.

O novo PDV também está preparado para atender às normas do governo quanto às regulamentações, seja com impressoras fiscais, PAF-ECF, SAT, e também NFC-e.

“Entendemos que o mercado brasileiro tem grande potencial de crescimento para o consumo de vinhos. Dessa forma, estamos em um forte movimento de otimização dos nossos recursos tecnológicos para eliminar etapas manuais e colocar a nossa gestão em sintonia com o que priorizamos oferecer aos nossos clientes”, retrata Cristiana.

O mercado brasileiro de bebidas de luxo cresceu cerca de 10% em 2015, segundo dados da consultoria IWSR (Wine and Spirit Research). Só no primeiro semestre do ano passado, o consumo de vinhos no Brasil cresceu 4,6%, em comparação ao mesmo período do ano anterior. 

Além do ERP Totvs, em uso desde 2012, a Grand Cru aderiu, recentemente, à tecnologia de business intelligence da companhia, o GoodData, para elevar o nível de precisão nos seus relatórios de vendas. 

A importadora também está em projeto de implementação do Totvs Geosales para apoiar as suas operações de comercialização com restaurantes e supermercados.

A Totvs fechou o ano passado com uma receita líquida de R$ 2,2 bilhões, uma alta de 3% frente aos resultados de 2014.