Fintech tem mais de 2,4 mil colaboradores em São Paulo, Berlim, Cidade do México e Buenos Aires. Foto: divulgação.

O Nubank autorizou que os seus mais de 2,4 mil colaboradores trabalhem remotamente até o fim deste ano, mesmo que seja possível abrir os escritórios antes.

Segundo a CNN Brasil, a informação foi comunicada via e-mail por Renee Mauldin, responsável da área de Recursos Humanos da fintech.

"Estou aqui para anunciar que continuaremos a trabalhar remotamente até o fim de 2020. Ainda que seja possível que abramos nossos escritórios antes, não exigiremos que os Nubankers compareçam às nossas dependências antes do fim do ano", diz o comunicado.

Distribuídos em escritórios em São Paulo, Berlim, Cidade do México e Buenos Aires, os funcionários da Nubank estão em home office desde 12 de março, um dia após a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar a pandemia global pelo novo coronavírus. 

A aposta no trabalho remoto começou em grandes empresas globais, como o Facebook, que anunciou a abertura dos escritórios para julho, permitindo que os funcionários trabalhem em casa até o final de 2020. Na semana passada, a Salesforce tomou a mesma decisão.

Já o Twitter disse que os seus colaboradores poderão fazer home office permanentemente.

A moda está pegando no Brasil, onde os 2,7 mil funcionários da XP, uma das maiores corretoras do país, também poderão trabalhar em casa até o final do ano. A primeira brasileira a adotar a solução está estudando tornar o modelo permanente.