O governador Sartori apresentou os cortes, e o Baguete, um trocadilho infame. Foto: LuizChaves/Palácio Piratini.

O governo divulgou hoje que destinará R$ 6,5 milhões para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) - união das antigas Secretarias de Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (SCIT), Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI) e de Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe). No ano passado, quando o setor de TI tinha uma secretária própria, o orçamento da SCIT foi de 6,8 milhões. 

Entre as 17 secretarias citadas no Diário Oficial da União, a SDECT é a quarta com menor orçamento. O órgão fica a frente somente das Secretarias de Minas e Energia, dos Transportes e Mobilidade e do Planejamento e Desenvolvimento Regional.

Logo após a SDECT, estão a Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, com R$ 8,3 milhões, e do Trabalho e Desenvolvimento Social, com R$ 9,7 milhões.

O cenário de redução generalizada foi apresentado na manhã de hoje. O governador do estado, José Ivo Sartori (PMDB-RS), divulgou um corte total de R$ 1,037 bilhão no orçamento das secretarias.

Também na manhã de hoje, o secretário da Fazenda, Giovani Feltes, apresentou índices para demostrar o esgotamento das fontes de financiamento do déficit por parte do governo anterior. 

Feltes reforçou que o déficit previsto para 2015 é de R$ 5,4 bilhões e afirmou que a administração de Tarso Genro (PT-RS) gastou R$ 663 milhões sem autorização. O valor corresponde a dinheiro de investimentos que foi gasto com custeio. Além disso, o Piratini afirma que Tarso sacou R$ 11,8 bilhões do caixa único e deixou um passivo de R$ 8 bilhões com precatórios.

Durante a apresentação, foram divulgadas medidas para enfrentamento da crise. Muitas recorrem a corte de gastos e busca de apoio com o governo federal.

Além da redução no orçamento, a área de TI ainda tem o desafio de definir seu espaço dentro da nova secretaria, que ainda não tem sua estrutura finalizada. Depois de oficinas setoriais realizadas por funcionários das antigas secretarias, a expectativa é que a SDECT apresente sua organização até a próxima semana.