EMPURRÃO

Cinco do Sul na 2ª fase do Startup Brasil

18/12/2013 16:41

Quem está começando precisa de um empurrãozinho. Foto: .flickr.com/photos/suziea/

Tamanho da fonte: -A+A

Cinco empresas da região Sul do Brasil, uma do Rio Grande do Sul, uma de Santa Catarina e três do Paraná, estão entre as 63 classificadas  na segunda chamada do programa Start-Up Brasil para receber R$ 200 mil a fundo perdido.

A lista foi divulgada nesta quarta-feira, 18, no Diário Oficial.

Do Rio Grande do Sul, a escolhida foi a Superplayer, um serviço de streaming de música fundado pelos irmãos Cássio e Gustavo Brun Goldschmidt que tem a meta de atingir 200 mil usuários ainda em 2013.

A catarinense escolhida foi a Tex.do, uma agência de marketing de conteúdo que vende planos online.

Do Paraná, as escolhidas foram a Agenda Beleza, um site para agendamento online de serviços para clínicas de estética, spas, salões de beleza fundado por Giovanni Kock Bonetti, um ex-aluno de Engenharia Eletrônica do ITA.

A outra escolhida foi a Cardiocare, de Francisco Rodrigo Gomes, que fatura R$ 120 mil por ano, emprega oito pessoas e está em três clínicas de Curitiba.

Também está na lista a Estacionamento Rotativo de Dilermando Barbosa Junior, sobre a qual a reportagem do Baguete não encontrou informações até o fechamento desta matéria.

Os projetos foram analisados por um comitê composto por 20 membros. Os proponentes apresentaram um modelo de negócios, a solução tecnológica oferecida e o currículo da equipe de pesquisadores. 

A segunda chamada do programa Start-Up Brasil recebeu 709 inscrições, sendo 531 de empresas de base tecnológica brasileiras e 178 estrangeiras. 

O número representa uma queda de 21% frente a quantidade de inscritos na primeira edição, cujos selecionados foram divulgados em julho.

A quantidade de selecionadas na região ficou um pouco abaixo das nove entre 56 da primeira leva.

De acordo com os dados divulgados pelo governo, as 531 empresas nacionais inscritas se concentram nas regiões Sudeste e Sul, com 79,4% das aplicações. 

O maior número de selecionadas, no entanto, é do Sudeste, com 19 são paulistas, seis mineiras e cinco fluminense, o que parece indicar que o maior número de candidatas também é da região.

O secretário de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Virgilio Almeida, afirma que o programa está garantido para 2014, quando devem ser feitas duas chamadas para 50 startups cada, uma em março e outra no segundo semestre.

“Nós queremos que os jovens criem empresas de software competitivas no Brasil e desenvolvam produtos de classe mundial”, garante Almeida.

Além disso, o edital para qualificação de novas aceleradoras está aberto até 31 de janeiro, com até 12 vagas.

Conforme alerta o diretor de Políticas de Tecnologias da Informação e Comunicação do MCTI, Rafael Moreira, as nove aceleradoras que hoje movimentam o Start-Up Brasil precisam participar do novo edital para permanecer no programa. 

Veja também

OPORTUNIDADE
Fundo israelense quer US$ 300 milhões no Brasil

Fundo quer captar dinheiro de brasileiros interessados em investir em startups de Israel.

CONSULTORIA DE INVESTIMENTOS
U-Start chega ao Brasil

Companhia atenderá startups que procuram expandir negócios para fora do país e ajudará empresas estrangeiras a se fixarem no Brasil.

CONCURSO NA FEIRA
Brasil terá quatro startups na CeBIT

Foram selecionadas empresas do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Curitiba.

INCENTIVO
TI Maior: bolsas para cinco centros de P&D

Participam IBM Research, Intel, ITVale, CPqD e Freescale.