A negociação da Eletropay foi a maior de todas as quatro temporadas do Shark Tank Brasil. Foto: Divulgação.

A Eletropay, empresa de pagamentos licenciada na América Latina pela 3XBIT (hub de negócios em blockchain) recebeu R$ 3,2 milhões da investidora-anjo Camila Farani por 20% de participação societária na empresa. O investimento foi feito no programa Shark Tank, do canal Sony.

A negociação foi a maior de todas as quatro temporadas da atração televisiva.

Solução para recebimento de pagamentos em criptomoedas nos pontos de venda, a Eletropay é uma “maquininha" que permite a compra e a venda das moedas digitais no próprio estabelecimento. 

"A taxa de utilização é menor do que a de outras empresas, o que favorece a aceitação pelos comerciantes e a utilização pelos clientes", afirma Saint Clair Izidoro, CEO da 3XBIT e da Eletropay Brasil.

O objetivo da companhia é implantar 100 mil máquinas POS em todo Brasil até o final de 2020. Para isso, aposta na estratégia de firmar parcerias com associações comerciais de municípios como Campinas e Marília, localizados no estado de São Paulo.

"Acreditamos no potencial revolucionário da tecnologia blockchain, por isso nossa missão é levá-la para o mundo real. Os tubarões buscam empreendedores que querem mais do que o dinheiro, por isso acho que conseguimos sair do programa com essa ótima proposta", afirma Izidoro.

João Appolinário, fundador da Polishop, também fez uma proposta pela Eletropay. 

O Shark Tank também é formado por Caito Maia, fundador da Chilli Beans; Cristiana Arcangeli, empresária serial do segmento de moda, beleza e bem-estar e José Carlos Semenzato, fundador da Microlins e SMZTO Holding de Franquias.

A 3XBIT tem sede em Campinas e conta em seu portfólio com a Exchange 3XBIT; a plataforma de autenticidade de documentos e identidade blockchain Original My; a solução de pagamentos Eletropay; o marketplace de tokens Troca Ninja, o centro de inovação Labs; o centro de educação financeira 3XBIT Academy; a rede de casas de câmbio 3XCâmbio e o programa de educação financeira voltada ao público infanto-juvenil Bitcoin Kids.