PARA 2014

Rio substituirá Oi por rede própria

18/09/2013 10:29

Edital deve ser publicado no início de 2014. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O governo do estado do Rio de Janeiro deve lançar no início de 2014 a chamada de manifestação de interesse de uma parceria para a construção de uma rede de alta velocidade do Estado.

De acordo com matéria publicada no site Uol, O objetivo é substituir a atual rede MPLS e os serviços de telefonia fixa contratados da Oi por uma rede própria que integre voz e dados.

O serviço será exercido por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP) com a empresa ou consórcio vencedor da licitação.

Segundo Paulo Cesar Coelho, presidente do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj), o contemplado precisará criar uma Sociedade de Propósito Específico para ficar responsável pela operação da rede e nela o governo deverá ter um espaço no conselho. 

“A ideia é construirmos um backbone de fibra óptica e complementar as ligações para localidades mais remotas via rádio”, conta diz Coelho.

A Casa Civil, assessoria do Proderj e da PUC-RJ estão estudando o modelo técnico, jurídico e econômico-financeiro do PPP.

As empresas interessadas terão de três a quatro meses após a publicação do edital para estudarem o projeto e encaminharem suas propostas.

Um consórcio envolvendo a Embratel, a Cisco e a Promon já manifestou interesse no projeto.

Veja também

TELECOMUNICAÇÕES
Embratel, NET e Claro podem unir operações

Controladas pelo grupo mexicano América Móvil, companhias estudam a viabilidade do projeto.

PARA CRESCER
Oi investe R$ 287 milhões no RS

O valor total é destinado para a expansão da rede de telefonia móvel 2G, 3G e banda larga.

EM NUVEM
Oi entra no mercado de TEF

Operadora lança serviço de transação eletrônica de fundos em nuvem. Vai dar certo? Segundo pesquisas, grandes empresários não confiam na cloud das teles...

POR US$ 415 MILHÕES
Cisco compra Whiptail e foca no storage

A empresa será uma nova engrenagem na estratégia da Cisco de sistemas unificados, com servidores, armazenamento, redes e software.