Sylvio Mode, diretor geral da Autodesk no Brasil. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Autodesk contratou Sylvio Mode como novo diretor geral da empresa no Brasil. Ele substitui Marcelo Landi, que deixou a empresa após cerca de 3 anos no cargo.

Mode, que foi CEO da Global Aviation entre 2014 e 2015, também passou por companhias como Dimension Data e Oracle, onde foi vice-presidente.

Entre 2004 e 2006, o executivo atuou na HP, após passar cerca de cinco anos na Accenture.

Mode acumula atualmente a função de conselheiro em empresas de tecnologia, turismo e educação, como a CI Intercâmbio e Viagens.

O executivo, que iniciou suas atividades na Autodesk em julho, tem como principal objetivo dar continuidade à mudança no modelo de negócios da empresa, que passou a vender seus produtos por meio de assinaturas.

O novo líder da Autodeks é formado em engenharia elétrica pelo Instituto Mauá de Tecnologia, possui pós-graduação em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas e em corporate finance pelo IBMEC.

A Autodesk fechou o ano fiscal de 2016, encerrado no dia 31 de janeiro, com uma receita de US$ 2,5 bilhões. O valor é o mesmo que o conquistado no ano fiscal anterior, que apresentou um crescimento de 18% em relação a 2014.

O resultado não foi uma surpresa pela decisão de encerrar a venda de licenças perpétuas em 31 de julho de 2016, o que mudou a forma como a empresa fatura.

Com a mudança, o total de assinaturas das ferramentas da Autodesk aumentou em cerca de 345 mil no último ano fiscal, para 2,58 milhões.