GE Healthcare investe pesado em treinamento. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A GE Healthcare, divisão de tecnologias para saúde da General Electric, anunciou investimentos da ordem de US$ 1 bilhão para a capacitação de mais de 2 milhões de profissionais ao redor do mundo, incluindo o Brasil.

Segundo a multinacional, o projeto contemplará médicos, radiologistas, tecnólogos, obstetras, enfermeiros, biomédicos, engenheiros, atingindo cerca de 350 milhões de pacientes — 4,3% da população mundial — até 2020.

No Brasil, um dos prováveis focos de investimento da GE deve ser o Senai-SP, entidade com a qual a multinacional tem parceria desde 2011 para o treinamento na manutenção de equipamentos médicos.

Em maio de 2014, ambas as empresas anunciaram a ampliação da estrutura e dos cursos da escola em São Paulo, adicionando treinamentos clínicos em diversas áreas como ressonância magnética, tomografia computadorizada, meios de contraste, monitorização, mamografia e ultrassonografia.

Desde 2012, a GE investiu US$ 3,5 milhões em equipamentos e cursos profissionalizantes no Senai-SP, que tem sete salas e já formou mais de 1022 alunos desde 2012 (aproximadamente 300 por ano), sendo 390 de cursos técnicos e 632 de cursos clínicos.

"Entre 2014 e 2016, a GEHC continuará investindo na parceria, com foco em educação técnica e clínica, abrangendo soluções em healthcare IT, softwares de ressonância magnética e tomografia computadorizada, life care solutions, ultrassom e digital guide solutions, além da otimização e expansão das instalações, desenvolvimento de currículo e engajamento de mercado", informa Daurio Speranzini Jr., presidente e CEO da GE Healthcare para a América Latina.