Passageiros no primeiro dia do Aeromovel. Foto: Luana Rosales.

Tamanho da fonte: -A+A

O Aeromóvel do Aeroporto Salgado Filho tem transportado em média 3 mil passageiros por dia em dias úteis, menos da metade dos 7,7 mil previstos nos planos que levaram à autorização da obra.

Os dados foram levantados pela Zero Hora com base nos dois meses e meio após o começo da operação comercial. 

A cifra significa que um número pequeno de passageiros do Salgado Filho tem usado o meio de transporte.

O aeroporto recebeu em junho 388.727 passageiros, quase 13 mil por dia. [Ao contrário do que o senso comum poderia indicar, a quantidade não foi maior por causa da Copa do Mundo. De fato, foi 0,8% menor]. 

Pelo menos, o número parece estar em alta. Durante os primeiros 10 dias de funcionamento do Aeromovel, 12 mil pessoas usaram o sistema, uma média de 1,2 mil por dia, ainda com o horário reduzido.

Em qualquer caso, o meio de transporte é subutilizado. É possível transportar quase 28 mil pessoas por dia.

O Trensurb, estatal federal que opera os trens metropolitanos de Porto Alegre e o aeromóvel, disse à ZH que os custos de manutenção e de pessoal não podem ser estimados, pois as equipes ainda estão sendo formadas e parte da manutenção está sendo feita dentro do prazo de garantia de implantação do sistema.

A passagem do aeromóvel é gratuita, desde que o usuário pague pela passagem de trem. Em tese, ele se pagaria com o aumento na demanda no sistema. 

Porém, a Trensurb informa que ainda não há uma avaliação de quantos usuários foram agregados ao metrô em função do aeromóvel – o que dependeria da realização de uma pesquisa específica que ainda não foi realizada.

O investimento para construir o aeromóvel foi de R$ 38 milhões, quase R$ 10 milhões a mais do que o previsto.

O diretor-presidente da Trensurb, Humberto Kasper, previu à ZH que em breve a demanda deve chegar a 4 mil por dia, sem estabelecer um prazo. Com o atual preço da passagem, a estimativa é que o investimento se pague em 15 anos. 

A linha que faz a conexão da Estação Aeroporto do metrô ao Terminal 1 do Salgado Filho tem um trajeto de 814 metros que é percorrido em dois minutos.

O Aeromovel funciona por um sistema de propulsão pneumática, um método inventado pelo engenheiro gaúcho Oskar H.W. Coester no final dos anos 70. O meio de transporte chegou a ter um projeto piloto no centro de Porto Alegre a partir de 1983, mas a ideia não foi adiante.