O Comciti é um órgão colegiado do Município de Joinville.

Marcos Hollerweger, representante Senai, do sistema Fiesc, é o novo presidente do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Joinville (Comciti).

Hollerweger substitui Emerson Edel, atual presidente e representante da Perini Business Park.

A presidência é por um período de dois anos, mesmo tempo de gestão dos seis novos representantes da sociedade civil anunciados nesta quinta-feira, 14.

Os novos eleitos representam as empresas Perini Business Park, Fab Ville, Inovaparq, Pollux, Associação Brasileira de Internet Industrial e Embraco.

O Comciti é um órgão colegiado do Município de Joinville que tem a finalidade de formular, propor, avaliar e fiscalizar ações e políticas públicas de desenvolvimento técnico-científico, a partir de iniciativas governamentais ou em parceria com agentes privados.

Integram o conselho 33 entidades da área governamental, de entidades acadêmicas e da sociedade civil. 

“Joinville já passou por quatro ciclos e hoje se integra a uma nova economia que vai chegar a seu apogeu dentro de 30 anos, como aspira nosso programa Join.Valle”, resumiu o secretário de Planejamento e  Desenvolvimento Sustentável Danilo Conti.

O Join.Valle é uma iniciativa da prefeitura de Joinville visando atrair empresas de tecnologia e fomentar o ecossistema de inovação para a cidade.

A ideia agora é que Join.Valle evolua para formar um conselho com representantes de diferentes áreas, incluindo nomes de peso do empresariado local como Miguel Abuhab, fundador da Datasul e da Neogrid.

O Join.Valle fará a integração das diferentes partes envolvidas no projeto do parque tecnológico de Joinville, cuja obra do primeiro prédio já começou dentro do Perini Business Park, um condomínio empresarial de grandes proporções instalado no município.

O prédio deverá estar pronto até março de 2019, a um custo estimado de R$ 10 milhões.

A ideia é que o parque abrigue incubadoras, startups, aceleradoras, empresas de tecnologia, coworkings, laboratórios, centros de pesquisa, falabs, extensões de ensino e pesquisa e outras atividades do tipo.

Pelos cálculos dos administradores do Perini, as 160 empresas instaladas no local totalizam cerca de 20% do PIB de Joinville e 2% do total de Santa Catarina, o que em 2015 seria algo perto de R$ 5 bilhões.

Uma movimentação importante foi a vinda de um campi da UFSC, inaugurado em março de 2018. O Perini é o único condomínio empresarial do país a abrigar operações de uma universidade federal no país.

A mobilização de Joinville em torno do tema de ciência e tecnologia já está percebida fora do país.

A cidade foi considerada a melhor da América do Sul no ranking “Top 10 Mid-sized American Cities Of The Future 2017/18”.

O estudo, feito pela fDi Intelligence, uma divisão de pesquisa do prestigiado jornal inglês Financial Times, analisa as cidades de médio porte com melhores estratégias para atração de investimentos estrangeiros.

A lista das Américas conta com Joinville na 5ª posição, atrás de locais da América do Norte e Central.

O estudo analisou 75 localidades de médio porte, com população entre 350 e 750 mil pessoas.