Alessandro Gil, diretor executivo para ofertas de omnichannel, e-commerce e marketplace da Linx.

Alessandro Gil, ex-CXO da Vtex, acaba de ser contratado como diretor executivo para ofertas de omnichannel, e-commerce e marketplace da Linx.

CXO, no caso, é a sigla para chief experience officer. Gil é um executivo rodado no segmento de e-commerce, tendo sido diretor de marketing e vendas da Ikeda, além de CMO e country manager na Rakuten.

Em nota, a Linx aponta que a missão de Gil é “transformar o varejo com ofertas para a jornada de compra online e offline”.

Uma definição mais prática da missão do executivo seria dizer que ele tem que articular em um porfólio consistente a penca de compras que a Linx vem fazendo no segmento de e-commerce nos últimos anos.

A Linx fez nada menos do que 28 aquisições desde 2008, comprando softwares para áreas especializadas do varejo como roupas, farmácias ou postos de combustíveis. Nos últimos anos, a companhia vem fazendo movimentos decididos em torno do tema e-commerce.

No ano passado, a Linx comprou o Digital Commerce Group, uma companhia especializada em plataformas de e-commerce sediada em Porto Alegre e dona dos produtos EZ Commerce, Core e Octopus, por um valor que pode chegar a R$ 67 milhões.

Em outubro de 2017, foi a vez da ShopBack, uma plataforma focada na recaptura de usuários abandonados e na retenção de clientes com remarketing por meio de big data, por um valor de até R$ 56 milhões.

Em 2015, a empresa começou a investir também em empresas com tecnologia para comércio eletrônico, comprando a catarinense Chaordic e a amazonense Neemu, ambas donas de produtos que permitem personalizar sites de vendas online.

O valor dessas duas compras pode chegar a R$ 111,4 milhões, dentro do mesmo sistema de uma parte à vista e outra em metas.

“Estamos vivendo um momento de transformação no varejo incrível. Proporcionar uma experiência única ao consumidor, unindo físico e digital é, hoje, o maior desafio para as empresas”, comenta Gil. “Certamente a Linx é a empresa com posicionamento estratégico mais claro e sólido nesse cenário”, agrega.