Bruno Magrani vai liderar as relações institucionais do Nubank. Foto: Divulgação.

O Nubank anuncia a chegada de Bruno Magrani, ex-diretor de relações institucionais do Facebook Brasil, para estruturar e liderar a área que trabalha com o setor regulatório na fintech.

Antes do Facebook, Magrani atuou na Mozilla Corporation entre 2008 e 2010.

"Como uma empresa atuando em um setor regulado da economia, temos desenvolvido um diálogo constante com o Banco Central e percebemos a necessidade de estruturar uma área para pensar em como incentivar a inovação no setor do ponto de vista regulatório", afirma David Vélez, fundador e CEO do Nubank.

O diretor de relações institucionais terá, entre seus objetivos, a formulação de abordagens regulatórias que permitam ao Nubank expandir a inovação e ampliar a competição no setor financeiro, além de estabelecer diálogos com associações, com a academia e a sociedade civil.

"O surgimento do Nubank e das fintechs tem desempenhado um papel transformador no setor financeiro e estou bastante animado com o desafio de pensar estrategicamente sobre competitividade e inovação no contexto regulatório", afirma Magrani.

Magrani é formado em direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com mestrado em Internet, Inovação e Propriedade Intelectual pela Universidade de Harvard. 

Além de seu trabalho no setor de tecnologia, ele foi também pesquisador e professor de Direito na Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Desde que foi fundado, em 2013, o Nubank já arrecadou mais de U$ 180 milhões em cinco rodadas de investimentos.

O Nubank registrou prejuízo líquido de R$ 122 milhões em 2016. Em 2015, o prejuízo havia sido de R$ 32,7 milhões. No ano passado, a receita operacional da empresa foi de R$ 77,09 milhões, um crescimento alto na comparação com os R$ 10,4 milhões registrados em 2015.