O primeiro reajuster real em 11 anos. Foto: .flickr.com/photos/carlose/

Tamanho da fonte: -A+A

O setor de TI terá os salários de 2012 corrigidos pela inflação medida pelo INPC e um aumento real de 1% em 2013. A semana de trabalho de 44h está mantida.

Em assembleia realizada no Sindppd-RS na quinta-feira, às 19h, as condições oferecidas pelo Seprorgs foram aceitas por uma margem elevada, mas em uma votação com baixa participação: 10 votos contra contra 23 a favor.

[O número de participantes não foi revelado pelo Sindppd-RS, mas apareceu em diversos comentários dos participantes nos notícias do Baguete Diário e não foi contestado pelo sindicato, quando consultado sobre o tema].

Os participantes da reunião rechaçaram por tanto o que seria a contraposta do Sindppd-RS, que pediria 2% de aumento real na campanha de 2012/2013 e uma redução de jornada de trabalho escalonada (42,5h semanais a partir de julho e 40h semanais a partir de janeiro do ano que vem).

Apesar de ter a contraposta derrotada, o Sindppd-RS valorizou o primeiro reajuste real em 11 anos de negociações em nota no seu site. “Com muita luta e insistência, conseguimos abrir um precedente nas negociações e nas campanhas salariais do setor privado de TI do RS, que veio para ficar!”, afirma o texto.

Ao que tudo indica, porém, a próxima campanha salarial não será focada em obter novos aumentos, mas na redução das horas, a exemplo do que já aconteceu em São Paulo e Pernambuco.

Indiretamente, o Sindppd-RS também validou a acusação feita pelo Seprorgs de que os piquetes na porta de empresas como Terra e DBC Company não eram formados por profissionais do setor de TI.

A nota contém um agradecimento “aos sindicatos parceiros que, por meio da CSP-Conlutas, nossa central sindical e popular, ajudou em todo esse caminho e também nas paralisações nas portas das empresas”.

O quem é quem nos piquetes à parte, o Seprorgs também pode considerar o resultado uma vitória.

Se cedeu em seu argumento sobre o peso excessivo representado por aumentos reais em um cenário de custos crescentes gerados pela escassez de mão de obra, o sindicato das empresas conseguiu empurrar para 2013 condições que muitas empresas aceitaram já no ano passado.

Duas das maiores empregadores de TI do Rio Grande do Sul – Totvs e SAP Labs, com 300 e 500 funcionários, respectivamentes – já haviam fechado negociações paralelas com o Sindppd-RS oferecendo 1% e redução de horas para 42,5.