Se quiser, tem que pagar extra. Foto: divulgação.

A operadora O2, subsidiária britânica da espanhola Telefónica, vai deixar de fornecer baterias na venda dos dispositivos móveis que vender a partir de 2015.

Com a decisão, a operadora poderá inclusive vender aparelhos a preços reduzidos. Os clientes que queiram uma bateria junto com o aparelho terão que comprar uma nova a preço de custo, disse a O2.

Conforme reporta a Reuters, a decisão da empresa saiu após a divulgação de um estudo piloto que mostrou que 80% dos consumidores comprariam celulares sem as baterias.

A empresa, inclusive, encorajou as operadoras concorrentes a seguirem este caminho, tomando medidas similares para reduzir a comercialização de baterias e estimular o reuso de baterias em novo aparelhos.

De acordo com a O2, 100 milhões de baterias estão sem uso no Reino Unido atualmente.

Atentas ao problema, fabricantes de dispositivos móveis prometeram uma bateria comum para todos os smartphones, atendendo à solicitações da Comissão Europeia em 2009, o que possibilitaria o reaproveitamento de baterias entre diferentes modelos.