IceTran otimiza pagamentos com PagueVeloz. Foto: divulgação.

O Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transporte (Icetran), entidade que oferece cursos para a formação de agentes de trânsito, instrutores e condutores, adotou a solução de pagamento online da startup catarinense PagueVeloz.

Com a solução, o objetivo do Icetran, que atende estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Pernambuco e Rio de Janeiro, é o de facilitar o serviço para usuários, assim como ter mais controle dos débitos efetuados.

Segundo explica Sidnei Schmidt, a solução chega em complemento à solução de cobrança via SMS que a empresa já possui junto à PagueVeloz. Com a nova aplicação, a empresa espera ter uma comunicação ampla com os clientes.

"Agora, caso o aluno, por alguma razão não consiga efetuar o pagamento, temos uma visão completa do procedimento. Com o sistema PagueVeloz o monitoramento, controle e relacionamento com os clientes se tornou mais fácil”, diz Schmidt.

De acordo com a empresa, o novo software também deve facilitar a inscrição de alunos nos cursos de Educação à Distância (EAD), com o pagamento de cursos em duas vezes no cartão de crédito, sem juros, ou em até 12 vezes. Mais de 17 mil alunos já realizaram treinamentos à distância pelo Instituto.

“É uma facilidade que passamos a oferecer com a adoção do PagueVeloz. Esta opção está liberada desde o início do mês e deve atrair ainda mais estudantes”, avalia o diretor.

A PagueVeloz, startup de sistemas de pagamento e cobrança ligada à catarinense Bludata, quer expandir a sua atuação no mercado a partir desse ano, apostando em novos segmentos de atuação e produtos.

Com a nova estratégia, a companhia fundada em 2013 quer fechar 2015 com um crescimento de 200%, indo além dos setores em que iniciou suas operações - o de autoescolas e despachantes.

A empresa é especializada em aplicações de emissão e gerenciamento de boletos, envio de SMS e parcelamento de débitos veiculares, atendendo a cerca de 400 clientes em dez estados.

Em 2014, a companhia realizou a emissão de 50 mil boletos de cobrança, o envio de mais de 173 mil SMS e registrou um crescimento de 80% em receita. A empresa não divulgou valores de faturamento.