RECORDE

Dell: 26,4% do mercado de PCs

17/03/2017 14:43

É a a primeira vez nesta década que um fabricante consegue uma participação de mercado maior do que 25%.

Rosandra Silveira.

Tamanho da fonte: -A+A

A Dell fechou o último trimestre de 2016 com 26,4% do total de PCs vendidos no Brasil, a primeira vez nesta década que um fabricante consegue uma participação de mercado maior do que 25%.

O desempenho da Dell, medido pela IDC, também significa um incremento de três pontos percentuais sobre o resultado do terceiro trimestre do ano passado, quando a fabricante fechou com 24,5%.

É o segundo ano consecutivo que a Dell mantém a liderança do setor de PCs, também quando considerados isoladamente os mercados de consumidores finais (usuários domésticos), pequenas, médias e grandes empresas. 

Ainda segundo o relatório da IDC, a Dell obteve o maior número de unidades vendidas de desktops (27,5%), notebooks (25,8%) e workstations (71,4%).

“Nossa sequência positiva no mercado de PCs é o resultado do alinhamento entre um portfólio e uma estratégia de distribuição multicanal expandida e a maior e mais qualificada estrutura de suporte para computadores do Brasil”, explica Rosandra Silveira, vice-presidente para Consumidor Final e Pequenas Empresas da Dell Brasil. 

A Dell não divulgou os dados de participação dos seus concorrentes, mas é possível supor que a empresa está ampliando a dianteira frente ao seu principal concorrente brasileiro, a Positivo.

No terceiro trimestre de 2014, quando a Positivo fez a última divulgação de dados da IDC, a companhia havia atingido um market share de 16,6%, um incremento de 1,5 ponto percentual frente ao trimestre anterior que a colocava na liderança do mercado.

Só que muita água passou por debaixo da ponte desde então. A Positivo teve uma queda de 20% na sua receita líquida em 2015, ficando em R$ 1,84 bilhão.

A empresa também viu o seu EBITDA cair 37%, para R$ 90,1 milhões e entrou no vermelho, saindo de um lucro líquido de R$ 23,3 milhões para um prejuízo de R$ 79,9 milhões.

Foi o segundo ano de resultados ruins da Positivo, que já havia tido queda de receita de 9,2% em 2014 frente a 2013. 

A liderança da Dell é resultado da convergência de fatores de longo e curto prazo. A construção da presença no varejo começou ainda em 2007, quando a empresa fechou um acordo com a rede Wal-Mart, encerrando sua estratégia de vender exclusivamente produtos customizados online.

Ganhar share é a única maneira de faturar mais no mercado de PCs, que está em processo de derretimento no Brasil ao longo do último ano e meio.

Para 2016, a IDC estimava que seriam comercializados 4,6 milhões de computadores, ou seja, 31% a menos do que em 2015. 

O crescimento no Brasil é uma boa notícia para Dell, em meio a uma onda quase apocalíptica sobre o futuro do mercado de PCs.

Recentemente, o Gartner chegou a divulgar um estudo no qual dizia que as empresas devem decidir entre reformular seus negócios ou deixar o mercado de PCs até 2020. 

“O modelo de negócios de PCs que tradicionalmente conhecemos está enfraquecido. Os cinco maiores fornecedores de computadores portáteis conquistaram 11% do mercado nos últimos cinco anos, mas isso ocorreu às custas de uma receita rentável", explica Tracy Tsai, vice-presidente de Pesquisas do Gartner.

De acordo com a executiva, a forma tradicional de conquistar market share por meio de preços competitivos para estimular a demanda não funcionará para o mercado de computadores nos próximos cinco anos. 

Veja também

EMPREGOS
HP Inc demite em Porto Alegre

A HP Inc demitiu 55 dos 300 funcionários do centro de pesquisa e desenvolvimento instalado no Tecnopuc.

PCs
Dell segue ganhando mercado

É um incremento sobre os 21% do trimestre anterior e ainda maior frente aos 15,8% de quando a companhia assumiu a ponta.

PROCESSADORES
Windows 10: versão para Qualcomm

Microsoft vai lançar em 2017 uma versão do Windows 10 para laptops com chips da Qualcomm.

GARTNER
Venda de dispositivos estaciona em 2017

As remessas mundiais de dispositivos são estimadas em 2,3 bilhões de unidades neste ano.

GARTNER
Vendas de PCs caem pelo 5º ano seguido

As remessas mundiais de PCs totalizaram 269,7 milhões de unidades em 2016.

EQUIPAMENTO
HP: mini workstation focada em CAD

O novo equipamento tem uma performance equivalente à workstation HP Z240.

RECICLAGEM
Dell: resíduos plásticos em embalagens

Coletados em canais e praias, os resíduos que entrariam nos oceanos são reciclados pela Dell.

VENDAS
PCs tem pior resultado em 13 anos

O mercado brasileiro de PCs fechou 2016 com 4,5 milhões de máquinas vendidas.