Coca-Cola respondeu aos comentários de Uelerson (Fabio Porchat). Foto: reprodução.

Depois de fazer graça com a rede de restaurantes Spoleto e causar comoção nas redes sociais, o grupo de humor Porta dos Fundos resolveu colocar na sua mira a estratégia da Coca-Cola Zero de colocar nomes diversos de pessoas em seus rótulos.

O vídeo (veja abaixo), escrito e dirigido por Fabio Porchat - o mesmo do Spoleto - mostra uma jovem no supermercado, procurando em meio a diversas latas do refrigerante, uma que contenha o seu nome, Kellen. Ao ser atendida por um funcionário do local, ela é desencorajada a continuar a procura.

Segundo o atendente, que se chama Uelerson, nomes como o dele e Kellen não são importantes para a marca de refrigerantes, que só coloca nomes mais convencionais em seu produto.

Postado na manhã desta quinta-feira, 17, já acumula cerca de 20 mil views no YouTube, e já virou motivo de comentário nas redes sociais.

RESPOSTA

Ligada na agitação provocada pelo viral, a Coca-Cola rapidamente se manifestou em sua página do Facebook, criando virtualmente as latas com os nomes Uelerson e Kellen, resolvendo com muito bom humor o problema do vídeo.

Como se não fosse o bastante, a empresa também fez uma latinha com o nome do grupo Porta dos Fundos.

A Coca-Cola Zero conta atualmente com cerca de 3 milhões de seguidores em sua página de Facebook, um número conquistado principalmente a partir da estratégia de colocar nomes de pessoas em seus produtos, criada em 2012.

Agora resta saber se a guaraná Dolly ou a Sukita, que também foram alvos do vídeo, também se manifestarão sobre o assunto. Enquanto isso, confira abaixo o vídeo.