Fábio Ceroni.

O Grupo Quality, companhia paulista de serviços de TI, acaba de contratar um gerente para o mercado catarinense.

A posição é de Fábio Ceroni, ex-consultor de produtos da Selbetti, empresa de outsourcing de impressão sediada em Joinville.

Ceroni tem ainda passagens como supervisor de TI do hospital Sadalla Amin Ghanem e de coordenador de TI na indústria téxtil Elian, ambas também em Santa Catarina.

O Grupo Quality reforçou sua presença no Sul em abril, com a aquisição da paranaense Premier IT por um valor que pode chegar a R$ 31 milhões até 2020.

A Premier tem quase três décadas de mercado. Até os anos 90, a empresa atuava com foco em hardware e era um dos principais canais da IBM no Sul do Brasil.

De lá para cá, a empresa se reposicionou como uma fornecedora de gestão de TI com foco em service desk, data center e NOC. 

É uma oferta complementar à da Quality, que atua em gerenciamento de aplicações, aplicativos móveis, gestão de identidade e governança, risco e compliance.

Em 2015, a empresa já havia adquirido a a Tech Supply, companhia de soluções em TI para auditoria e governança, riscos e compliance com operações em São Paulo, Brasília e Porto Alegre.

As duas aquisições fazem parte de uma estratégia de crescimento de olho em uma eventual abertura de capital na bolsa, uma possibilidade aberta pela entrada em 2014 no Bovespa Mais.

A partir do seu ingresso, a organização tem até sete anos para realizar uma IPO, ou seja, até 2022, quando eventualmente a economia nacional poderá ter saído do buraco e uma operação do tipo ser atrativa novamente.

Com sede em São Paulo e no Rio de Janeiro, a Quality tem 27% do seu capital nas mãos do BNDESPAR, subsidiária de participações acionárias do BNDES.