A estrutura de comunicação das Olímpiadas contará com Embratel, Cisco, EMC e Atos. Foto: lazyllama/Shutterstock.

A estrutura de comunicação dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, será fornecida por Embratel, Cisco, EMC e Atos. As empresas trabalharão com dos dois data centers, no Rio e em São Paulo, para abastecer as provas de dados e difundir o conteúdo das competições para o mundo.

Segundo o Valor, a Embratel será a hospedeira e responsável pela conectividade de rede. Cisco e EMC entrarão com os equipamentos, enquanto a Atos gerenciará a infraestrutura de armazenamento e proteção de dados. 

Os dois data centers são parte do orçamento de R$ 1,4 bilhão destinado a tecnologia nos jogos. Com ajuda deles serão feitas mais de 80 mil horas de transmissão ao vivo para 220 países, com cerca de 20 terabytes de dados trafegando na rede.

A Embratel será responsável pela infraestrutura de telecom dos eventos. A empresa conta com uma rede de cabos ópticos de mais de 55 mil km e vai abrigar a estrutura física dos data centers. 

As duas estruturas garantirão conectividade para as 148 instalações, com 80 mil pontos de rede com cabeamento LAN e 19 milhões de minutos de conferência.

Entre os serviços prestados pela Embratel durante os jogos estarão soluções de vídeo, voz e dados, além de transmissão de vídeo em alta definição, aplicações de segurança, hosting e comunicações unificadas. 

Para as Olimpíadas, a Cisco vai fornecer mais de 100 mil portas de rede LAN, 7 mil pontos de acesso wi-fi e mais de 500 servidores, além da segurança de equipamentos redundantes e 150 equipamentos firewall e NGIPS (Next Generation IPS). Serão mais de 12 mil dispositivos de rede e 50 toneladas de equipamentos, afirma o Valor.

As soluções da EMC darão suporte às duas principais torres de tecnologia de informação do evento: a Rede Administrativa (Admin) e a Rede Jogos (Games). Elas centralizam os dados obtidos nas instalações em que mais de dez mil atletas estarão disputando as competições. 

Por meio das tecnologias EMC, dados como os resultados das competições, fotos e vídeos dos eventos, informações dos atletas e registros das instalações serão armazenados e protegidos. 

A Rede Games tem capacidade de 68 terabytes e a Rede Administrativa de 118 terabytes, mas possibilidade de crescer mais 50%. A estrutura já está 75% instalada e em operação.