André Marques. Foto: divulgação.

A Stemac, fabricante nacional de grupos geradores, adotou tecnologias de hiperconvergência da Nutanix para apoiar e otimizar a utilização de seu novo data center em São Paulo.

A empresa, que tem 35 filiais e 2600 funcionários em todo o Brasil, implantou com apoio da TechChannel dois appliances de storage Nutanix para suportar o workload do Projeto de VDI (virtualização de desktops) dentro de seu centro de dados.

Segundo destaca a fabricante, os appliances ocuparam em 4 unidades de rack o espaço que o equipamento anterior ocupava em um rack inteiro.

O processo acompanhou o projeto de colocation feito pela companhia no final do ano passado, quando que em parceria com a Brastorage, migrou sua estrutura de dados em Porto Alegre para São Paulo.

A migração envolveu um total de 10 racks, incluindo um servidor RISC da IBM, será transferido em fevereiro, durante a semana de carnaval. Entretanto, conforme explica André Marques, diretor de TI da Stemac, a mudança com o uso dos appliances Nutanix já rendeu resultados logo no início.

"Saímos de um storage que ocupava metade de um rack de TI, mais um servidor blade consumindo outros 40% do espaço, para 10% de ocupação do rack com Nutanix. Com isso começamos com nove racks e aumento de desempenho", afirmou Marques.

De acordo com o executivo, o plano da empresa é expandir o uso da tecnologia hiperconvergente no centro de dados, substituindo os equipamentos legados à medida que suas garantias vencerem.

Marques revelou que a empresa já pretende trocar outros três appliances IBM por produtos da Nutanix nos próximos meses, e esta mudança ocorrerá gradualmente nos próximos anos.

"Estimamos que em três anos teremos toda a nossa estrutura de data center operando com Nutanix. Nossa expectativa é de reduzir sensivelmente o consumo de colocation assim como sustentar nossa expansão dos sistemas sem precisar gastar mais no centro de dados", explica o diretor de TI.

O estabelecimento do novo data center em um ambiente terceirizado em São Paulo acompanha uma reorganização geográfica da Stemac no território brasileiro.

Em um investimento de R$ 170 milhões, a empresa moveu sua planta industrial para Itumbiara, em Goiás e está de mudança para uma nova sede em Porto Alegre, que demandará um investimento de R$ 50 milhões.