A varejista viu o tráfego de comércio eletrônico quadruplicar. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Riachuelo, uma das maiores redes varejistas do Brasil, contratou a Akamai Technologies, especializada em soluções de cibersegurança e entrega de conteúdo, para garantir a proteção de firewall e desempenho da sua nova aplicação de pagamento digital.

A varejista já era cliente da Akamai antes do projeto, utilizando os serviços Dinamyc Site Delivery e Ion, voltados para o desempenho no website, no e-commerce e em outras aplicações — além da solução Image & Video Manager, para adequar os tamanhos das imagens de acordo com os dispositivos de acesso.

Na última Black Friday, a companhia decidiu fazer um teste da solução Kona Site Defender, projetada para proteger aplicações contra ameaças DDoS, e a prova de conceito foi mantida até o Natal de 2020.

Junto com o Ion, a solução ajudou a evitar uma média de três horas de tempo de inatividade por mês e, consequentemente, evitar perdas de receita. Com os resultados, a Riachuelo decidiu avançar com as ferramentas Kona Site Defender, Ion, Bot Manager Premier e Edge DNS.

"Nossa estratégia de segurança baseia-se na proteção de dados para garantir a confiança de nossos clientes e, ao mesmo tempo, proporcionar uma experiência de compra melhor em uma única plataforma”, afirma Rodrigo Godoi, chefe de cibersegurança na Riachuelo. 

O desafio era testar a segurança desses processos em uma escala maior. A varejista viu o tráfego de comércio eletrônico quadruplicar em relação a antes da pandemia e estava recebendo até 25 mil pedidos por dia.

Os ciberataques também cresceram rapidamente durante o período. Segundo a Akamai, ocorreram 3,4 bilhões de ciberataques especificamente em serviços financeiros no mundo todo em 2020, um crescimento de 45% em relação ao ano anterior.

“Tomando medidas antecipadas, a Riachuelo concentrou-se, principalmente, na proteção de clientes que geralmente não costumavam comprar online: usuários que costumavam fazer pagamentos pessoalmente e que teriam mais dificuldade de detectar comportamentos suspeitos”, conta Claudio Baumann, diretor geral da Akamai América Latina.

Em um único mês, a empresa observou que os ataques DDoS aumentaram dez vezes em seu website de cartão de crédito, além de ter registrado ataques de phishing e de fraude de pagamento direcionados a clientes mais vulneráveis.

Segundo a companhia, o Kona Site Defender e o Edge DNS bloquearam 100% das tentativas de ataque DDoS e evitaram injeções de SQL e scripting em vários locais. 

Além disso, a varejista tem visibilidade de cada ameaça por meio da integração SIEM e proteção para os clientes contra fraudes de pagamento com o Bot Manager Premier, que identifica bots mal intencionados que tentam atraí-los para websites de pagamento falsos e coletar dados pessoais.

Além do e-commerce, a Riachuelo conta com mais de 300 endereços físicos espalhados por todo o território nacional. A rede varejista faz parte do Grupo Guararapes, que atua há mais de 70 anos e conta com 40 mil colaboradores.

O grupo ainda possui duas fábricas, a Midway Financeira, três centros de distribuição, um contact center, a Transportadora Casa Verde, o shopping Midway Mall, e dois teatros Riachuelo.

Fundada em 1998, a americana Akamai faturou US$ 3,198 bilhões em 2020 e está presente em 135 países. Entre seus clientes, estão empresas como Asus, Adobe, Airbnb, Audi, Bridgestone, Domino's, Fox, Lufthansa, Mailchimp, Siemens, Sophos e The Washington Post.