Yoga Tablet da Lenovo. Foto: Divulgação

A chinesa Lenovo, fabricante mundial de eletrônicos que comprou a brasileira CCE, está entrando no mercado de tablets com o lançamento de duas linhas ao mercado varejista.

Lançado em campanha mundial, o Yoga Tablet é equipado com câmera traseira de 5MP com foco automático e frontal de 1.6MP HD, display de 10.1 polegadas HD (1280x800) e alto-falantes frontais com tecnologia Dolby Audio. Seu preço sugerido é de R$ 1.299.

Já o tablet S5000 apresenta 246g e 7,9mm de espessura , com uma tela HD de 7 polegadas e tecnologia IPS, que oferece visibilidade clara em diversos ângulos de visão. O ultrafino possui sistema operacional AndroidTM 4.2, processador Quad Core 1.2 GHz, conexão USB-OTG e câmera traseira de 5MP e frontal de 1.6MP. O novo dispositivo pode sair por R$ 699.

A empresa, que já lidera o mercado nacional de PCs, com 18,35% de market share de computadores, está dando os primeiros passos no ramo de tablets, que é liderado pela Samsung.

"Essa expansão de portfólio segue a nossa estratégia PC Plus, que aposta na integração entre PCs, tablets, smartphones e Smart TVs", afirma Felipe Duarte, diretor executivo de varejo da Lenovo. "Nós acreditamos muito no potencial do mercado brasileiro e esses lançamentos marcam nossa entrada no segmento de tablets para o varejo em grande estilo".

Isso demonstra que a empresa está em alerta com as contínuas quedas nas vendas de PCs. Em março desse ano, a comercialização de desktops caiu 37%, em relação ao mesmo período de 2013, segundo aponta o IDC Brazil Monthly PC Tracker.

Outra estimativa positiva que reforça as intenções da Lenovo é o crescimento do segmento no país. As vendas de tablets no Brasil cresceu 157% em 2013, com 8,4 milhões de unidades de acordo com a IDC. Apenas no último trimestre, foram comercializados 3 milhões de tablets, ou seja, 149% a mais do que o mesmo período do ano anterior.

Para 2014, a expectativa da IDC é que as vendas dos tablets continuem crescendo. O Brasil deve fechar com 11,1 milhões de tablets vendidos e 12,9 milhões de PCs (8,4 milhões de notebooks e 5 milhões de desktops).

Atualmente, a Lenovo conta com quatro mil funcionários e já investiu mais de US$ 200 milhões no Brasil nos últimos dois anos. Em janeiro de 2013, a fabricante de computadores inaugurou sua fábrica de computadores em Itu, interior de São Paulo.

Além disso, a Lenovo adquiriu a CCE, maior fabricante de eletrônicos do Brasil de origem nacional, em uma transação de R$ 300 milhões que reforçou de forma estratégica a linha de produção, além de ter ampliado o número de pontos de vendas em todo o país.

A companhia também investiu mais de US$ 6 milhões na modernização de suas linhas de montagem em Manaus e já contratou mais de mil funcionários somente neste ano. Com isso, a empresa investiu também no mercado de computadores, tablets, smartphones e TVs.