S21 manteve conversas com empresários brasileiros na BITS. Foto: Baguete Diário

A S2I, uma consultoria alemã especializada em internacionalização de negócios na área de tecnologia, está participando da BITS em Porto Alegre de olho em potenciais clientes brasileiros.

Executivos da empresa fizeram uma apresentação para diretores da Neteye, especializada empresa de monitoramento e gestão de ativos de TI, e da Hipervisual, consultoria de usabilidade de software, nesta quarta-feira, 16.

A S2I foi uma das responsáveis pela elaboração do plano de negócios para a vinda ao Brasil do Instituto Frauhofer, maior organização de pesquisa aplicada da Europa, com orçamento de 1,8 bilhão de euros em 2011.

O Frauhofer deve servir de inspiração para a criação da brasileira Embrapii. A S2I também ajudou a Nuga Medical, coreana da área médica com faturamento na faixa dos US$ 300 milhões, a começar suas atividades de P&D na Alemanha.

“Estamos buscando nosso primeiro cliente brasileiro”, afirma Anne Kozian, diretora de negócios internacionais da S2I, que já tem um representante sediado na incubadora do CERTI, em Florianópolis, e projeta para os próximos meses abrir uma filial no país.

Apesar dos cases mostrados na apresentação, a S2I também tem clientes de menor porte no segmento de TI alemão, como a fornecedora de sistemas para bancos Tolina GmbH e de soluções Arxes Information Design Berlin GmbH.

A S2I tem sedes em Dortmund e em Dresden, na região que é conhecida como vale do silício alemão, pela concentração de empresas de alta tecnologia na área de semicondutores.

Do lado dos brasileiros, que começaram a aproximação com a S2I na Alemanha durante a Cebit, feira irmã da BITS, o objetivo é organizar um cluster com apoio do governo para promover a internacionalização de empresas brasileiras.

O Baguete Diário faz a cobertura completa do evento com apoio da Softsul.