Everton Mendes, Cristiano Mendes e Giuseppe Lopes, fundadores da Zuna. Foto: Divulgação.

A Zuna, startup gaúcha que oferece uma plataforma de estágios, foi uma das escolhidas para a próxima turma de aceleração da WOW. 

Além do aporte financeiro, que pode chegar a R$ 250 mil, a Zuna contará com mentorias e consultoria para ajustes no modelo de negócio através dos mais de 170 investidores que compõe o quadro da WOW. 

"Ter sido aprovado no processo de aceleração da WOW nos dá a confiança que estamos no caminho certo, que identificamos um problema real de mercado e que tem sido validado por empreendedores experientes. O acesso a este tipo de investimento, smart money, adiciona muito mais valor ao nosso negócio do que simplesmente o capital investido”, comenta Everton Mendes, CEO da Zuna. 

O processo de aceleração será de 12 meses e tem o objetivo de ajudar a Zuna a ganhar escala de negócio, desenvolver sua plataforma e captar mais clientes. 

Após o período de aceleração, a Wow atuará de maneira ativa na busca de novas rodadas de investimento para dar suporte ao crescimento da startup. 

A Zuna oferece uma plataforma online e mobile para que estudantes universitários possam encontrar um estágio. O sistema oferece às empresas a divulgação de vagas e realização do processo de contratação online.

Criada em fevereiro de 2018, a Zuna tem os fundadores Everton Mendes como CEO, Cristiano Mendes como CMO e Giuseppe Lopes no papel de CTO. 

Antes de fundar a empresa, Everton Mendes teve uma experiência de 12 anos no CIEE, organização tradicional do ramo de intermediação de estágios. O executivo atuou na empresa entre 1998 e 2010. Já Cristiano Mendes passou por empresas como GoDaddy e KingHost, enquanto Giuseppe Lopes é engenheiro de software da DBServer.