SAP e IBM juntas na nuvem. Foto: divulgação.

A SAP anunciou nesta terça-feira uma parceria com a IBM para oferecer a sua aplicação SAP Business Suite na infraestrutura do serviço SoftLayer, da Big Blue.

Com o acordo, a empresa alemã também permitirá que seus consumidores rodem aplicações e sua tecnologia de computação em memória Hana no serviço da IBM. Com isso, a empresa estende sua opção de ofertas para além de outros serviços de infraestrutura, como o da Amazon, que já tinha esse recurso há algum tempo.

Segundo destacou o executivo da SAP Kevin Ichpurani ao site Re/Code, o plano com a parceria é tirar vantagem da estrutura mundial da IBM para que clientes SAP possam usar suas soluções em nuvem dentro de suas fronteiras.

"Muitos de nossos clientes estão precupados sobre a soberania de seus dados e controle de privacidade. IBM foi a escolha óbvia para atender esta questão", afirmou o executivo.

O momento é oportuno para a SAP, já que a Big Blue anunciou no início deste ano planos para expandir sua cobertura com o SoftLayer. Em um investimento de US$ 1,2 bilhão, a empresa planeja abrir novos data centers ao redor do mundo - incluindo um no Brasil.

Não se sabe até o momento como essa parceria deve atender o Brasil, país em que a IBM já conta com quatro centros. No cenário global, a IBM possui vinte centros de dados.

Vale lembrar que a SAP anunciou este ano o seu primeiro data center no Brasil. Previsto para o primeiro semestre de 2015 e focado inicialmente em oferecer o software de gestão de RH Success Factors, o centro será contratado em colocation com um fornecedor ainda não definido, com investimento estimado em R$ 19 milhões.

Segundo analistas de mercado, o acordo é vantajoso para os negócios da IBM, que desembolsou US$ 2 bilhões para adquirir a SoftLayer em junho do ano passado, empenhada em impulsionar sua estratégia de serviços em nuvem.

Para a SAP, ao se unir com a IBM, a empresa encontra o respaldo de uma empresa conceituada no meio corporativo para levar suas ofertas em nuvem, área em que investiu pesado nos últimos anos.

No início de outubro, a SAP pagou US$ 7,3 bilhões para adquirir a Concur, fabricante de software de rastreamento. Antes disso, a empresa alemã gastou US$ 8 bilhões para levar a SuccessFactors em 2013, e mais US$ 4,3 bilhões pela Ariba, especializada em e-commerce, em 2012.