ACELERAÇÃO

Vivo venderá a Akamai

15/06/2016 17:28

Akamai reforça presença no país.

Tamanho da fonte: -A+A

A Vivo Empresas, área da Telefônica Vivo voltada para B2B, fechou um acordo para vender no Brasil as soluções de aceleração de conteúdo da Akamai no país.

Conhecidas na sigla em inglês CDN ou CDS, esse tipo de software garante que sites e e-commerce estejam sempre disponíveis e protegidos de ataques.

O funcionamento integrado da tecnologia da Akamai com os data centers e pontos de conexão da Vivo pode gerar ganhos adicionais de velocidade.

Em nível mundial, as duas empresas já cooperam desde a assinatura de um acordo em 2014.

A Vivo Empresas tem 4 mil consultores de negócios e 1 milhão de clientes no Brasil, mas não está claro quantos podem ser clientes potenciais para a Akamai.

Esse tipo de solução é especialmente aderente para companhias de conteúdo ou e-commerce, que precisam administrar grandes picos de acesso sem investir demais em infraestrutura.

O mercado de CDN está aquecido no país. Em março, a Verizon fechou um acordo com a  Brastorage, companhia paulista especialista em infraestrutura de TI, sua primeira parceira para a venda desse tipo de solução no país.

A Verizon entrou para valer no mercado de CDN no final de 2013, com a aquisição da EdgeCast Networks. Até então, a companhia revendia o produto da Akamai, hoje sua principal concorrente nesse mercado.

Veja também

WEB
Exceda fortalece canal no Sul

Meta é que 30% das vendas neste ano já venham da região.

MOBILIDADE
Oi terá MDM da IBM

A Oi vai ofecerer a plataforma de gerenciamento de dispositivos móveis Maas360 como serviço.

CDN
Looke usa aceleração da Taghos

Looke é uma empresa brasileira que quer competir com o Netflix.

FIREWALL
Vivo: aplicação de segurança com F5

O plano da Vivo Empresas é levar o Vivo Aplicação Web Segura a um grupo de 1,2 mil PMEs.