Carlos Testolini. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A Sonda IT faturou US$ 315,9 milhões no primeiro trimestre de 2012, incremento de 21,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Deste montante, US$ 25,1 milhões representam o lucro líquido da operação, que superou em 17,1% o número obtido nos três primeiros meses de 2011.

Já a margem Ebitda ficou em US$ 54 milhões, alta de 24,2% ano/ano.

No trimestre, a matriz chilena puxou os resultados da companhia, e, dos outros nove países de atuação, o Brasil liderou os números, com faturamento de US$ 102,7 milhões, ou 69,9% da receita obtida.

Não à toa, o país tem sido alvo de aquisições da empresa.

Em março, a adquirida foi a Pars, fornecedora de software para engenharia, arquitetura, design 2D e 3D e sistemas de informações geográficas, por R$ 94,7 milhões.

Pouco depois, foi a vez da Elucid, provedora de soluções para os setores de distribuição, transmissão e geração de energia, saneamento e gás. O valor da transação não foi divulgado.

As aquisições fazem parte do plano de investimento de US$ 500 milhões da Sonda para o triênio 2010 - 2012. Desde o ano retrasado, foram oito aquisições, das quais cinco foram no Brasil.

Em 2011, a Sonda América Latina faturou US$ 1.141,8 bilhão, aumento de 33,1% em relação ao ano de 2010.  
No Brasil, o faturamento foi de US$ 401,3 milhões, alta de 26,8% sobre o ano anterior.

“Apostamos em ofertas de soluções como data center, cloud, mobilidade e big data”, ressalta Carlos Testolini, presidente da subsidiária brasileira, que emprega seis mil colaboradores e atende a mais de 1,2 mil clientes por meio de 31 escritórios locais.

De acordo com o executivo, só no universo de aplicações fiscais, disponibilizadas pela unidade de Aplicativos, a plataforma da companhia complementar a ERPs de mercado processa atualmente mais de 60% da carga tributária federal do Brasil, por meio de aproximadamente 650 empresas que usam a tecnologia.

No geral, a Sonda tem sede no Chile e tem presença também na Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Costa Rica, México, Peru, Uruguai e Panamá.

A estrutura reúne mais de 12 mil colaboradores distribuídos em 62 escritórios, atendendo a cerca de cinco mil clientes.