Unesp campeã latina no IPv6. Foto: divulgação.

A Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquisa Filho (Unesp), na capital paulista, é a primeira colocada da América Latina e 18º mundial em uso do protocolo de internet IPv6.

Segundo ranking da The Internet Society, que mantém estatísticas de acesso do IPv6 pelo mundo, em seus sistemas a Unesp possui um percentual de uso de 18,3% do novo protocolo, batendo o PoP-RNP da Bahia com 4,53% e pelo PoP-RNP de São Paulo com 0,87%.

Segundo aponta a Computerworld, isso significa que 18,3% de todos os acessos de equipamentos da universidade paulita a provedores de conteúdo como Google, Facebook e Yahoo, utilizam o IPv6.

Desde 2009 a universidade emprega o novo protocolo, após saber sobre previsões de analistas sobre o futuro esgotamento de números de endereços no protocolo IPv4, que atualmente permite cerca de 4 bilhões de endereços IP (4x109) de endereços IP, contra cerca de 3,4x1038 endereços do novo protocolo.

Em 2010, a instituição trocou todo o seu parque de switches e outros dispositivos de rede, viabilizando a implantação do IPv6, começando pelo site da universidade.

Em 2011 o site principal já estava visível na Internet por meio do IPv6, ao mesmo tempo em que  cerca de 70 administradores de rede das 34 unidades da universidade estavam sendo treinados.

No ano passado, a partir de uma norma interna da universidade, o protocolo foi disseminado entre os departamentos de informática da instituição, com a realização de workshops para explicar a iniciativa.

Atualmente, 10% de todo o tráfego de Internet da universidade é transportado em IPv6, além de 70% dos sites de conteúdo.