RUMOS

IFS faz reformulação radical

15/03/2021 05:53

Empresa de sistemas de gestão migra para a nuvem e oferece soluções de uma maneira diferente.

IFS está mudando a maneira de fazer as coisas. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A IFS, companhia sueca de software de gestão, fez uma reformulação profunda na sua oferta, apostando na nuvem e em uma nova abordagem comercial que deixa de lado as categorias tradicionais de aplicações (RH, CRM, folha de pagamento) para focar em uma “suíte de ferramentas” baseada em APIs.

A nova abordagem da IFS é oferecer produtos focados em processos de negócios de ponta a ponta, e não uma série de módulos focados em áreas específicas, o que é a abordagem tradicional dos players de ERP.

“Notamos que os clientes estavam integrando aplicações de negócio e que categorias tradicionais de soluções como ERP, gerenciamento de ativos e CRM não é o que os clientes querem: é algo que nós, a indústria, trouxemos para o mercado”, disse ao site britânico The Register o chief product officer da IFS, Christian Pedersen.

Os processos de negócios em torno dos quais a IFS vai reorganizar sua oferta são três: melhoria da experiência do cliente, da produtividade dos empregados e do valor dos ativos da empresa.

As categorias espelham os pontos fortes da IFS. A companhia sueca é menor do que SAP e Oracle, com as quais disputa o mercado de ERP, mas tem o diferencial de ser muito competitiva em verticais como energia, óleo e gás, manufatura complexa e aviação e defesa.

Nestes segmentos, nos quais as empresas lidam com ativos que precisam ser gerenciados por longos períodos de tempo e serviços contam muito, faz diferença a oferta dos seus sistemas de gestão somados a linhas de software de gerenciamento de ativos (EAM, na sigla em inglês) e gestão de serviços (ESM, também na sigla).

A intenção da IFS parece ser usar essa força para ganhar novos mercados. A empresa fechou um acordo com a plataforma de API Boomi, pelo qual será possível integrar o novo IFS Cloud com as aplicações financeiras da SAP.

Como o nome indica, a nova suíte da IFS vai rodar na nuvem. O fornecedor escolhido foi a Azure da Microsoft, mas as aplicações serão entregues e gerenciadas pela IFS.

Durante a apresentação do IFS Cloud, na semana passada, os executivos da IFS garantiram que a nova versão dos seus softwares na nuvem evita todas as pegadinhas típicas de projetos de ERP em cloud.

Em primeiro lugar, ainda será possível rodar o software on premise ou em hosting, com o mesmo código e formato de dados. Os upgrades serão oferecidos a cada seis meses, mas a adoção imediata não será obrigatória, podendo ser postergada em “um ou dois anos”.

A IFS fechou 2020 com um faturamento de 7,2 bilhões de coroas suecas, aproximadamente US$ 870 milhões. A cifra representa uma alta de 14% em relação a 2019. A empresa atende clientes como Panasonic e Carlsberg.

Veja também

BALANÇO
Senior fatura R$ 464 milhões, alta de 8%

Resultado em computação em nuvem foi um dos destaques, com alta de 65%.

ERP
Totvs faz renovação no Datasul

Sistema de gestão está sendo modernizado em trabalho conjunto com os clientes.

RESULTADOS
IFS cresce 14% em 2020

Empresa sueca de ERP emplacou 200 novos nomes na carteira de clientes.

COMPREENSÃO
O caminho para a IA explicável no ERP

Mesmo que a inteligência seja artificial, a compreensão e os critérios humanos devem ser orgânicos.

ESTOQUES
MRO Logistics adota ERP da IFS

Projeto deve ser concluído até o final de 2021. Meta da MRO é duplicar até 2023.

FUTURO
Um olhar sobre o serviço de campo em 2020

Entenda como as organizações de serviços estão se adaptando às novas tendências.

CANAIS
IFS quer participação maior de parceiros no Brasil

Meta é chegar a 40% já em 2020, incluindo alguns novos canais de grande porte.

ERP
Portosys investe pesado em IFS

Companhia de Porto Alegre está de olho no mercado internacional do sistema de gestão sueco.

AGRO
Biotrop: ERP, CRM e nuvem da Microsoft

Projetos foram entregues por uma dobradinha da Solo Network com Inove.

FISCAL
Sovos compra Fit Sistemas

Gigante britânica segue reforçando presença no mercado brasileiro por aquisições.

NUVEM
Banco BS2 migra para Google Cloud

Instituição quer usar ferramentas para geração de insights baseados em dados e inteligência artificial.

INDÚSTRIA 4.0
Accenture compra Pollux

Companhia de Joinville é uma das líderes em tecnologia para indústria no país.