Ginni Rometty. Foto: divulgação.

A CEO da IBM, Ginni Rometty, parece não estar preocupada com a Dell e sua ambiciosa manobra para comprar a EMC, em um negócio de US$ 67 bilhões que criará uma das maiores empresas de tecnologia do mundo.

Durante um evento em Washington realizado na terça-feira, 14, a CEO foi perguntada sobre como a IBM deverá responder ao meganegócio. Para a líder da Big Blue, tudo permanece igual dentro da companhia.

"Você traça sua própria estratégia. Você não define ela em cima do que seus competidores estão fazendo", disparou a executiva.

Além disso, Rometty fez questão de salientar como a IBM mudou seu perfil nos últimos anos, se diferenciando inclusive de companhias como Dell e EMC. No caso da IBM, a ordem da casa é de enxugar a operação, se livrando de divisões pouco lucrativas e focando em negócios inovadores.

"Negócios que eu não acredito que sejam para o futuro, nós eliminamos eles. É a coisa certa. A fusão da Dell e EMC é basicamente de hardware. Somos 10% hardware. Estivemos em todos estes negócios e fizemos nossas escolhas", explicou a executiva.

Alguns exemplos foram as vendas de sua divisões de servidores x86 para a Lenovo, assim como sua operação de manufatura de chips, vendida para a GlobalFoundries no ano passado.

Para Rometty, negócios grandes como a fusão entre a EMC e Dell talvez não se apliquem mais nos dias de hoje.

"Algumas pessoas fazem suas escolhas por tamanho. Eu não acredito nisso. Em uma indústria que pede por crescimento, se eu quisesse tamanho, eu não teria eliminado US$ 8 bilhões em negócios", afirmou a CEO.

Entretanto, a IBM pode ter sim suas razões para se preocupar com a fusão. Segundo analistas, a união de forças entre a Dell e EMC pode gerar uma megacompanhia capaz de fornecer soluções de TI de ponta a ponta, batendo de frente com a Big Blue em áreas como computação em nuvem, virtualização e serviços, entre outros.

Em 2014, a IBM registrou uma receita de US$ 92,4 bilhões. Para ter uma comparação, combinando a receita da EMC em 2014 e a receita da Dell em 2012, último relatório divulgado antes do fechamento de capital da empresa, o total é de aproximadamente US$ 79 bilhões.