Tânia Cosentino.

Tânia Cosentino, presidente da Schneider Electric para a América do Sul, será reconhecida como um dos 10 pioneiros em atingir objetivos de sustentabilidade no mundo pela ONU em Nova Iorque.

A premiação reconhece indivíduos que estão defendendo os chamados objetivos de desenvolvimento sustentável, uma lista de metas que inclui igualdade de gênero, energia limpa, inovação, crescimento econômico e outros.

“Cosentino tem desenvolvido, de maneira impactante, soluções diferenciadas e sustentáveis para a redução da emissão de carbono. Ela tem sido pioneira no avanço sustentável do gerenciamento de energia”, afirma Lise Kingo, CEO e diretora executiva do Pacto Global da ONU.

A Schneider Electric na América do Sul, sob o comando de Tânia, tem trabalhado para ajudar na criação de uma economia com foco em baixas emissões de carbono. A executiva é a única brasileira na lista.

A tecnologia e as soluções desenvolvidas pela empresa permitem que seus clientes reduzam custos com maior eficiência na gestão de seus recursos, lançando menos CO2 no ambiente e, consequentemente, gerando uma diminuição no pagamento de taxas.

“Acredito que o setor privado tem um papel importante na construção de um mundo melhor e mais sustentável para todos”, afirma Tânia.

O Summit de Líderes 2017 para o Pacto Global da ONU, onde o prêmio será entregue, é uma reunião de 800 líderes do setor privado, ONU, governos e sociedade civil ao longo de dois dias para iniciar ações para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU até 2030.