Tahiana Du0092Egmont é uma das sócias do MimpIt.

Acaba de entrar no ar o MimpIt, uma plataforma para a criação de aplicativos que promete entregar um app em 10 minutos, mesmo para pessoas sem conhecimento de programação.

Os aplicativos podem ser customizados com cores, fontes, imagens e logos e funcionam nos sistemas operacionais iOS, Android, Windows Phone, Blackberry e Symbian.

Novas funcionalidades serão implementadas à medida que a plataforma for se desenvolvendo, como mapas, menus, opções de contato, programas de fidelidade para pessoa jurídica e catálogo de produtos.

A empresa foi fundada com um investimento de R$ 100 mil e espera faturar R$ 1 milhão nos próximos 12 meses com o desenvolvimento de mais de 10 mil aplicativos.

A primeira versão do produto é direcionada a usuários finais e é gratuita, com exibição de anúncios no aplicativo. Por uma taxa mensal de R$ 9,90 os anúncios podem ser removidos. Uma versão mais completa estará disponível nos próximos meses e atingirá diretamente as empresas.

“Nosso diferencial é tornar um processo longo e dispendioso em algo extremamente acessível. Um aplicativo móvel custa acima de R$ 20 mil no mercado e nós oferecemos gratuitamente, se o usuário assim preferir”, acrescenta Mayara Campos, cofundadora da MimpIt.

Ambas fundadoras da empresa tem menos de 30 anos. Mayara foi diretora de produto da Mentez e como produtora de processo e conteúdo da Vostu, além de ser uma das fundadoras da Tutudo, empresa voltada para monetização de bens virtuais responsável pela primeira eWallet com sistema pré-pago da América Latina.

Já Tahiana D’Egmont, que atuou como CMO da produtora de jogos sociais Vostu e na agência Media Contacts, onde foi responsável pelo desenvolvimento e gerenciamento da área de Social Media. É também cofundadora da publisher de jogos sociais do país Mentez Brasil.

“Ficamos conhecidas no mercado e somos procuradas frequentemente por agências e marcas para produzir jogos, campanhas em redes sociais e aplicativos móveis. Por isso, decidimos desenvolver uma plataforma que oferecesse esse tipo de serviço”, comenta Tahiana.