Cezar Alvarez está de saída do governo. Foto: Agência Brasil.

Cezar Alvarez renunciou nesta quinta-feira, 13, ao cargo de  presidente do conselho de administração da Telebras, onde estava desde junho de 2011, quando substituiu o também gaúcho Rogério Santanna.

A explicação oficial da saída do governo – ele também está de saída do secretário executivo do Ministério das Comunicações – é que Alvarez pretende se dedicar com exclusividade a finalizar um doutorado.

Ainda não foi definido quem será o novo presidente do conselho da Telebrás.

Em fevereiro, durante um evento do setor de telecomunicações, Alvarez disse que a consulta pública para a nova regulamentação do setor de comunicações não deveria mais sair neste governo.

A afirmação, embora verdadeira, provocou situação de constrangimento para o ministro Paulo Bernardo, que é acusado por militantes em prol da “democratização das comunicações” de ser o “ministro da mídia e das teles”.

Talvez também influa o fato de Alvarez ter seu capital político junto ao ex-presidente Lula, para o qual foi assessor da chefia de gabinete, responsável pela agenda e projetos como o Um Computador por Aluno e o Plano Nacional de Banda Larga.

Gaúcho de Santana do Livramento, ex-líder estudantil e economista, Alvarez ocupou os cargos de assessor, chefe de Gabinete do Prefeito, subsecretário-geral de Governo e secretário municipal de Administração e de Indústria e Comércio durante os governos petistas em Porto Alegre, de Porto Alegre, de 1992 a 2002.