Armazém da Sirius, onde agora tudo é gerido com WMS da Benner. Foto: divulgação.

A Sirius Log, empresa de Novo Hamburgo especializada em logística rodoviária de exportação e importação, implantou o Benner WMS, da catarinense Benner, para gestão de veículos de carga e contêineres, além de gestão física e fiscal de mercadorias armazenadas e aplicativos para coletores de dados (EDI, na sigla em inglês).

Christiano Wide, responsável pela área Comercial e Projetos da Sirius Log, destaca que o volume atual de movimentação no armazém da companhia é de oito mil pallets, e só pode ser atendido graças ao software.

“A solução trouxe agilidade. Com o sistema web, antes mesmo da mercadoria chegar à empresa para ser armazenada, é possível gerar as etiquetas de identificação que serão mais tarde coladas nos itens”, comenta ele.

O executivo também ressalta o processo de emissão de notas como outro beneficiado.

"O tempo de lançamento de uma única nota fiscal, com cerca de 700 itens, pelo antigo sistema, era de quatro horas. Hoje, é feito em alguns segundos", comemora.

Wide enfatiza, ainda, que o sistema reduziu o nível de erro das operações a zero, e, apesar de não revelar o investimento, garante que o ROI é previsto para menos de 12 meses.

A implantação do software foi conduzida pela Impacto Consultoria, parceira da Benner no Rio Grande do Sul.

O Benner WMS oferece recursos para controle e gestão de mercadorias e contêineres armazenados, além de contemplar os aspectos fiscais, legais e gerenciais destas operações.  

A solução reúne funções para programação de entrada e saídas de cargas, EDI de pedidos e notas, controle e faturamento de serviços, integração com coletores e balanças rodoviárias e posição dos estoques em tempo real.

Recursos bem vindos ao negócio da Sirius Log, que atua em distribuição e entrega de importações em todo o Brasil, atendendo a clientes como Stihl, Midea Carrier, MWM Motores, International Caminhões e Weatherford, entre outros.

Além da matriz hamburguense, onde concentra 18 mil metros quadrados de armazéns, com capacidade para 26,1 mil metros cúbicos de mercadorias, a companhia tem unidades na também gaúcha Rio Grande e em Itapecerica da Serra, no interior paulista, ambas com três mil metros de armazém.