O grupo América Móvil voltará a ser o provedor de banda larga dos Correios. Foto: Divulgação.

A Claro (Embratel) vai receber R$ 696,3 milhões em cinco anos para interligar as agências dos Correios com uma rede de comunicação de dados IP, incluindo serviços adicionais, repasse de conhecimento, serviço de distribuição Multicast e gerência da rede de comunicação. 

A operadora foi a vencedora de uma licitação ocorrida em 3 de novembro de 2015, depois de uma disputa acirrada com a British Telecom Brasil.

Com o contrato, o grupo América Móvil voltará a ser o provedor de banda larga dos Correios, contrato que havia perdido para a BT Brasil há alguns anos, segundo o TI Inside

Este acordo é considerado um dos maiores de serviços ao governo, pois inclui conectividade em agências em todo o país. 

A vigência do contrato, assinado no dia 7 deste mês, vai até março de 2021.