A Vector Contact Center cresceu cerca de 28% em 2015. Foto: Divulgação.

A Vector Contact Center, especializada em soluções e gestão de atendimento para o setor de contact center, cresceu cerca de 28% em 2015, registrando receita de R$ 32 milhões.

“O setor de contact center tem sofrido com a retração dos serviços, porém ainda cresceu 4,7% em suas operações em 2015. E a Vector se posiciona como uma boa alternativa de fornecedor nesta área, justamente por unir custos competitivos e uma alta especialização da mão de obra”, explica Gustavo Marinho, vice-presidente da Vector. 

O executivo destaca também que o nordeste continua apresentando um melhor desempenho no fornecimento de serviços de call center. 

“Em média, ciclos de vida nas grandes capitais do sudeste são de sete meses. Esse tempo sobe para um ano e seis meses no Nordeste”, completa.

Em 2015, a companhia completou 15 anos de atuação no mercado e investiu em departamentos como o de tecnologia. Nessa área, a empresa adotou parcerias com universidades de Fortaleza para a absorção de mão de obra especializada e passou a desenvolver internamente plataformas de PABX e CRM 100% customizados.

“No ano passado também focamos na área de RH. Aplicamos o programa Líderes, voltado a supervisores e coordenadores e o Treinamento Comportamental, para operadores do call center, que já atingiu mais de 400 operadores, entre outros programas”, conta Daniel Tavares, gerente de RH. 

A Vector emprega hoje 1,5 mil pessoas. Em 2016, a empresa vislumbra expandir os negócios para outros grandes centros do sul e sudeste, como as cidades de Belo Horizonte e São Paulo. 

“A conquista de novos clientes ampliará nossa área de atuação em 2016. Ano passado, a Vector conquistou clientes como a Federação das Indústrias do Estado do Ceará, o Senac-CE e a Secretaria de Segurança Pública do Ceará”, destaca Marinho.

Entre os clientes da Vector ainda estão NET, Sotreq, Polícia Federal e Solar BR.