EDUCAÇÃO

Ciência, tecnologia e crianças

13/04/2018 12:32

Qual caminho faz sentido seguir em um momento de tanta transformação econômica, política e social?

Rodrigo Parreira, CEO da Logicalis Latin America. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Por Rodrigo Parreira*
Eu tenho uma filha que acaba de completar doze anos. Uma criança interessante, curiosa e que começa a ser assolada pelas angústias da adolescência. Outro dia, alguém me perguntou o que eu gostaria que ela estudasse. Foi uma pergunta que, a princípio, me chocou, pois sempre imagino que ela deva estudar o que lhe interesse, o que lhe dê prazer e realização.

Encaro esse assunto de forma bastante individual, no qual ela terá que tomar suas decisões e minha contribuição será, na melhor das hipóteses, indireta. Mas a pergunta me fez refletir sobre o mundo em que vivemos. A verdade é que ele está se transformando de forma rápida, radical e, em alguns casos, violenta, e para mim, a tecnologia tem um papel fundamental nisso tudo. 

Impossível não vincular as instabilidades políticas e sociais que vemos hoje (não apenas no Brasil, mas em escala global) com a ascensão das redes sociais e a forma como a informação passou a ser consumida por todos nós.

Nos próximos anos, esse processo deverá ser acelerado, principalmente com a emergência de tecnologias como inteligência artificial, automação e robótica avançada. Neste momento, seus impactos sociais e econômicos ainda são difíceis de serem imaginados, mas se há algo que temos certeza é de que sabemos muito pouco sobre como será o amanhã.

Quando pensamos, nesse contexto, sobre as ocupações clássicas para as quais há vinte ou trinta anos nos dirigíamos, como Medicina, Direito, Engenharia e Magistério, me pergunto qual o sentido dessas carreiras a longo prazo. Ao pensarmos em uma jovem em formação, qual orientação poderíamos dar? Qual caminho faz sentido seguir em um momento de tanta transformação econômica, política e social?

Quanto mais eu reflito, mais me parece que muitas das ocupações atuais dentro de dez ou quinze anos (ou seja, o horizonte de formação de uma jovem de 12 anos hoje) podem sequer existir. Talvez nunca saibamos exatamente como prepará-los para isso, mas, em minha opinião, são necessárias duas coisas.

A primeira é uma boa formação. Em uma formação técnico-científica, por exemplo, uma pessoa “alfabetizada” em ciências naturais, físicas ou matemática tem a capacidade de interpretar a realidade à sua volta de forma ativa, entendendo os porquês das coisas e estabelecendo as relações causais que levam aos fatos. Ela aprende a ter uma visão analítica e apoderada sobre a natureza e as relações humanas.

A segunda é a atitude. Para o que está por vir é necessário possuir um espírito inquieto e insatisfeito. O exercício da dúvida e a busca constante por alternativas, não se contentando com o que é oferecido e mirando sempre o novo, é fundamental.

Acredito muito no poder dessa combinação. Aliás, pensando bem, esse é o perfil de pessoas que busco para trabalhar comigo. Uma sólida formação, uma atitude questionadora e curiosa, aliadas à vontade de contribuir com a sociedade, de criar o novo e de se renovar a cada dia.

Não sei se essa reflexão me fez entender melhor como orientar minha filha. É fato que temos muitas ambições e expectativas com relação a esses pequenos personagens, mas também é verdade que, ao final de todo esse processo, nossa maior contribuição é dar a eles os elementos para que possam construir seus próprios caminhos e serem felizes de sua própria maneira.

*Rodrigo Parreira é CEO da Logicalis Latin America.

Veja também

PRÊMIO
Veja os vencedores do Executivo de TI

Na edição 2018, 310 executivos se inscreveram para o prêmio.

EQUIPE
McAfee tem novo gerente de engenharia

Carlos Jardim ingressou na McAfee em 2014, como engenheiro de vendas sênior.

CARREIRA
Brasileira lidera marketing global da Logicalis

Renata Randi foi responsável por marketing e alianças na América Latina nos últimos dez anos.

CARREIRA
Nap IT tem engenheiro de pré-vendas

Ronaldo Barbieri estava na Logicalis.

CONSTRUÇÃO
Pacaembu usa Dynamics 365

O software instalado é uma versão do 365 customizado pela AX4B para o setor de construção.